sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Tarô Místico – A Temperança

A Temperança



Este é o décimo Arcano Maior, o que retoma a continuidade que havia sido interrompida.
Nesta carta, um anjo é o agente da luz e ele deixa fluir de seus vasos todas as cores do espectro solar. 
Este anjo tem um pé na terra e outro na água; ele pode agir com facilidade no plano material e no plano emocional.

A carta da Temperança simboliza a fluidez, a continuação tranquila de tudo o que é vivido.
Ela mostra uma transição para uma vida melhor, uma continuidade natural de todas as situações que fazem parte do presente.

Este arcano tira o peso do passado; por isso, há um segundo plano na carta, um homem recebendo o batismo, que é um sacramento purificador. 
Podemos ver o Imperador sendo batizado pelo Ermitão ou, simbolicamente, a ação sendo temperada pela sabedoria.

A conciliação é outro conceito da Temperança, bem como a ideia de perseverança.

Numa interpretação objetiva é prática, a Temperança significa continuação, facilidades, insistir até alcançar uma meta material ou emocional, esperar dias melhores sem tensão. 

Numa interpretação subjetiva, a Temperança é a chegada de uma fase espiritual tranquila na qual tudo flui em harmonia, pois se recebe muita energia da luz divina. 

Na caminhada espiritual, este Arcano representa o momento em que o caminhante resolve retomar sua evolução, mas caminha sem pressões, deixando que tudo flua naturalmente. 
Ele para quando quer observar a paisagem e usufrui das energias da natureza.

  • As Sete Palavras-Chave: continuação, transição, acordo, boas energias, fluidez, mistura, purificação. 
  • No Amor: há continuidade das situações, se está com alguém, a relação evolui naturalmente; para quem está sozinho, continua assim por mais um tempo. 
  • Na Saúde: a fragilidade está no sistema imunológico; a homeopatia ou remédios florais podem ajudar; gripe que complica. 
  • No Dinheiro: continua como está; permanece no emprego mais um tempo; as situações financeiras fluem e melhoram com o tempo; necessidade de movimentar recursos. 
  • Aspecto Negativo: falta de paciência; interrupção do que está fluindo; falta de higiene, aceitação de um mestre espiritual sem fazer uma avaliação; discriminação.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

sábado, 22 de outubro de 2016

Mandala Astrológica com os Arcanos Maiores

Com os Arcanos Maiores




Lucia



sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Leitura pela Mandala Astrológica com o Louco

A Mandala Astrológica também conhecida como Roda Zodiacal ou Astrológica, Tiragem Astrológica, Grande Jogo ... é um método fascinante.

Neste artigo mostra a interpretação de cada Arcano Maior em cada uma das doze Casas da Mandala Astrológica, de forma simplificada.

Sendo que, em uma leitura completa deste método, cada Casa aborda vários assuntos da vida do consulente e é possível obter mais informações usando também as casas derivadas, seus eixos, os quadrados, os triângulos e outros enfoques.


Pode-se fazer a leitura com um Arcano Maior por casa ou 1 Arcano Maior acompanhado de 1 ou 2 Arcanos Menores por casa que podem também ser interpretados segundo os decanatos.

A seguir 3 das várias maneiras (sugestões) de interpretação deste método, onde o tema das casas tem um significado peculiar para cada autor.


 O Louco em cada Casa da Mandala Astrológica


Sugestão de interpretação 1:

Casa I - Representa o consulente, o seu físico, as possibilidades energéticas, o seu poder de vida e o que lhe foi legado pelos ascendentes. 
Louco na Casa 1 - Período flutuante, muito evasivo e restritivo por não saber o que pretende ou por ser incapaz de se decidir. Viagem, partida, fim de um ciclo, possível abandono do lar. 

Casa II - Os bens, a banca, o crédito concedido, os movimentos de fundos, o dinheiro. A vida financeira do consulente, o que pode esperar de novo nesse domínio.
Louco na Casa 2 - Flutuação na vida financeira, risco de dívidas. Possibilidade de escapar às responsabilidades neste domínio.

Casa III - A inteligência e o ambiente do consulente. O que vai acontecer no seu próprio círculo; as pequenas viagens, a vida cotidiana. Os escritos, os livros, as cartas, o carteiro, as mensagens. Os irmãos.
Louco na Casa 3 - Espírito irresoluto, inquieto. Por vezes, amizades não sinceras. As viagens não darão os resultados esperados.

Casa IV - O lar do consulente, a sua família. Seu pai (se é um homem que consulta). Sua mãe (se é uma mulher que interroga o destino). O patrimônio, todas as questões imobiliárias em curso ou novas. O dinheiro tirado dos escritos.
Louco na Casa 4 - Laços tensos com a família, possibilidade de emigração, partida, viagem, muitas vezes sem refletir as consequências. Desfavorável ao lar. Falta de esforços do cônjuge.

Casa V - Os amores do consulente, eventualmente, os filhos, as suas criações, o ensino, o que ama, o teatro, o cinema, as férias.
Louco na Casa 5 - Amores muito decepcionantes, a fuga de um dos parceiros, laços tensos com os filhos. Ligação a base da ilusão.

Casa VI - O trabalho, a saúde, a servidão, as pequenas doenças, tudo o que se reveste de um sentido de obrigação, mas também de dedicação. Os servidores, auxiliares, o pessoal doméstico.
Louco na Casa 6 - Risco de desemprego, ser demitido. Saúde instável. O trabalho dá poucos resultados. 

Casa VII - O cônjuge, a vida conjugal, as relações matrimoniais, eventualmente, o divórcio, as associações, os contratos. 
Louco na Casa 7 - Risco de fuga ou adultério do cônjuge. Má fé. Provações. Risco de traição, falta à palavra dada, etc. 

Casa VIII - A morte (num sentido de transformação e de metamorfose); é também o crescimento, os capitais, a magia, a iniciação e a sexualidade. O dote.
Louco na Casa 8 - Grande nervosismo, incapacidade de agir de forma clara em questões financeiras. Negligência.

Casa IX - A filosofia, a evolução espiritual, os sonhos, a religião, o estrangeiro, as grandes viagens, o ensino (particularmente com a Casa V, mas aqui num sentido mais esotérico), as altas faculdades do espírito, as ciências ocultas. A justiça, os processos, seu resultado.
Louco na Casa 9 - Mau julgamento do consulente. Risco de malogro nos exames, concursos, etc. Um novo casamento será diferido ou não acontecerá. As relações com o estrangeiro terão triste desfecho.  

Casa X - Os pontos mais altos da carreira, a maturidade, o destino, as honras, os fatos determinantes, os atos.
Louco na Casa 10 - As mais belas promessas não terminam em realizações. Época em que a incerteza, a hesitação e até mesmo a traição ou o abandono de outros vão ser dominantes.

Casa XI - Os amigos, a publicidade, a política, os desejos ou aspirações, os projetos, a vida social, as relações.
Louco na Casa 11 - Relações numerosas e decepcionantes. Projetos que não se concretizam, a não ser que não necessitem do apoio de outros.  

Casa XII - O inconsciente, o que está oculto, os amores secretos. As doenças graves, os hospitais, as casas de repouso, as prisões, o crime.
Louco na Casa 12 -  Flutuação, aborrecimentos diversos, em consequência da irresolução. Pouco propício para o trabalho e a vida profissional. Saúde muito instável. 


Sugestão de interpretação 2:

Casa 1 (Áries) - Refere-se ao caráter do consulente, a seu temperamento, à sua personalidade e à sua aparência física.
Louco na Casa 1 - Inseguro, imprudente, age sem reflexão, excêntrico, inconstante, despreocupado ao extremo, infantil, imaturo, medroso, nem sempre sutil. Privilegia a liberdade. Não se aprofunda em nada.

Casa 2 (Touro) - Refere-se a fontes de renda, do dinheiro, dos bens e das finanças, bem como de bens adquiridos, do comércio e da morte do cônjuge (se houver).
Louco na Casa 2 - Área financeira instável, o que pode abalar o emocional. Atenção aos gastos, principalmente os descontrolados.

Casa 3 (Gêmeos) - Refere-se a parentes (irmãos, primos, etc.), a viagens curtas, a livros e cartas, a mudanças de residência, à vizinhança e aos meios de comunicação.
Louco na Casa 3 - Inquietação, amizades não sinceras. Despreocupação.

Casa 4  (Câncer) - Refere-se ao lar, aos pais e ao patrimônio da família (sobretudo aos imóveis).
Louco na Casa 4 - Fuga às responsabilidades, sobretudo às familiares. Cobrança de maturidade. Partida. Viagem.

Casa 5 (Leão) - Refere-se a afeição instintiva, de namoros, da vida social, do lazer, dos pequenos amores, de negócios arriscados, de relações internacionais, escolas e especulações.
Louco na Casa 5 - Desejo de liberdade, risco de ligação pautada pela ilusão. Sem afeto.

Casa 6 (Virgem) - Refere-se ao trabalho, as obrigações, a saúde, o bem estar-físico, aos animais domésticos.
Louco na Casa 6 - Insatisfação, fuga da realidade. Desejo de abandonar o emprego. Momento de restrição, altos e baixos. Sem apoio. Atenção a depressão, ao estresse, ao abuso de remédios e à automedicação.

Casa 7 (Libra) - Refere-se aos relacionamentos íntimos, ao cônjuge (se houver) e às associações comerciais, aos inimigos declarados e a processos.
Louco na Casa 7 - Sentimentos causam mal estar, relações decepcionantes. Dificuldade em manter-se apaixonado. O parceiro sente necessidade de livrar-se de pressões afetivas, de cobranças. Desejo de fuga.

Casa 8 (Escorpião) - Refere-se a sexualidade, a morte, as mudanças, os grandes negócios, as heranças, os testamentos e os legados.
Louco na Casa 8 - Momento de perturbação, de hesitação e nervosismo.

Casa 9 (Sagitário) - Refere-se a viagens longas, o estrangeiro, línguas, justiça, processos, estudo superior, evolução espiritual, filosofia, espiritualidade e/ou religião.
Louco na Casa 9 - Mediunidade e ou de incorporação, abertura espiritual. Não consegue esclarecer os próprios assuntos, desequilíbrio. Ascensão espiritual. Viagens para o exterior favorecidas desde que ampliem conhecimentos.

Casa 10 (Capricórnio) - Refere-se ao destino, às honrarias, às aspirações e ao prestígio social, bem como à mãe ou à sogra do consulente.
Louco na Casa 10 - Momento de incerteza, no qual os esforços não são compensados. Atenção ao abandono, às traições.

Casa 11 (Aquário) - Refere-se à vida social, dos amigos, da política, da diplomacia, dos benfeitores, de projetos, de esperança e de paz.
Louco na Casa 11 - Atenção aos projetos: momento desfavorável para realizações. Sem amigos. Não se pode confiar muito.

Casa 12 (Peixes) - Refere-se a isolamentos, obstáculos, doenças graves, prisão, provações, amores secretos. Ao inconsciente, inimigos ocultos, às aflições, a processos criminais, à miséria. Conhecida como "inferno do zodíaco". 
Louco na Casa 12 - Medo, insegurança, aborrecimentos, saúde muito instável, provações diversas. Não adianta fugir ou viver de ilusão.

Carta 13 (colocada no centro da Mandala) 
Síntese - Conclusão da leitura. 
Louco na Casa Central - Apresenta grande necessidade de liberdade e de independência.


Sugestão de interpretação 3:

Casa 1 - Consulente/Momento Presente
Louco na Casa 1 - Vencendo os próprios medos. Encerramento de um ciclo e início de outro com maior experiência e autoconfiança sem cometer os mesmos erros. Significa ainda movimento com evolução e crescimento em todos os campos de sua vida, principalmente no pessoal.

Casa 2 - Dinheiro
Louco na Casa 2 - Iniciativa. Fim de um ciclo e inicio de outro, com maior experiência, sem se deixar enganar conquistando maior folga no financeiro.

Casa 3 - Comunicação
Louco na Casa 3 - Novos começos, novos amigos, novo grupo social, começo de outra fase autoconfiante buscando a verdade no meio onde interage. Nada é desafio.

Casa 4 – Lar/Família
Louco na Casa 4 - Inicio de outro ciclo em relação à família com iniciativas visando harmonia.

Casa 5 – Talento/Criatividade
Louco na Casa 5 - Entrando em contato com novos potenciais, com a própria verdade, desenvolvendo a coragem, a autoconfiança e acreditando no seu melhor.

Casa 6 – Trabalho
Louco na Casa 6 - Novos começos. Pode sinalizar novo emprego, promoção ou novas atribuições. Sinaliza ainda mudança de atividades ou aposentadoria.

Casa 7 – Casamento/Sociedades
Louco na Casa 7 - Promete final de um ciclo e inicio de outro, com novas bases e autoconfiança, sem cometer os mesmos erros. Auto-estima.

Casa 8 - Transformações
Louco na Casa 8 - Transformações necessárias, trazendo uma fase nova com maior iniciativa, conhecimento, coragem e experiência.

Casa 9 – Espiritualidade
Louco na Casa 9 - Evolução, amadurecimento. Ciclo novo com mais fé em si mesmo.

Casa 10 - Carreira
Louco na Casa 10 - Promete final de um ciclo e inicio de outro. Sinalizar uma nova atividade. Promoção, mudança de ramo ou aposentadoria.

Casa 11 – Projetos futuros/Sonhos/Aspirações.
Louco na Casa 11 - Encerramento de um ciclo e início de outro com maior experiência.
Iniciativa e confiança nos projetos de vida vencendo medos.

Casa 12 – Inconsciente
Louco na Casa 12 - Encerramento de um ciclo de dentro para fora e início de outro com maior experiência. Busca do eu verdadeiro. Significa crescimento, autoconfiança, amadurecimento e evolução.

Em sites de astrologia encontram-se as informações necessárias para se aprofundar neste método e fazer leituras completas.

Algumas abordagens pelas Casas Zodiacais:
  • Casa I – IDENTIDADE BÁSICA: Eu, personalidade, saúde geral, é o ascendente, indica as características externas de comportamento, temperamento, habilidades naturais. - Áries governa a cabeça, os hemisférios cerebrais, maxilar superior, os olhos, o rosto.
    • Casa II – VALORES PESSOAIS: Dinheiro, bens, segurança pessoal ligada às finanças, como você lida com o dinheiro, orientando as realizações econômicas, capacidade de ganhos, carinho do casal. - Touro governa a boca e a garganta, o pescoço, orelhas, paladar, laringe, glândula tireoide, maxilar inferior, veia jugular e faringe ...
    • Casa III – INTERAÇÃO E INTERCÂMBIOS: Comunicações, papo, flertes, amigos, cartas, telefonemas, pequenas viagens, irmãos, irmãs, primos, vizinhos, determina como você se relaciona com as pessoas mais chegadas, a forma que se conduz nos primeiros estudos e primeiros conhecimentos. - Gêmeos governa os membros, clavícula, omoplata, braços, mãos, dedos e pulmões, glândula timo, costelas superiores, traqueia, brônquios, sangue.
    • Casa IV – RAÍZES E VIDA PRIVADA: Lar, mãe, estrutura familiar, seu meio e suas coisas. Raízes raciais e culturais. Abrange as características emocionais mais profundas e diz respeito à atitude em relação à família, ao lar, à pátria e às raízes, conforto pessoal, propriedades, reputação. Câncer governa o estômago, funções digestivas, diafragma, mamas...
    • Casa V – EXALTAÇÃO E CRIATIVIDADE: Prazeres e diversões, talento, filhos e relacionamento com estes, jogos de azar, passeios, esportes, artes, namorados, casos amorosos, gravidez, memória, inteligência. Comportamento sexual. Leão governa coração, sistema circulatório, região dorsal da coluna...
    • Casa VI – ORGANIZAÇÃO E DIA A DIA: Rotina, trabalho, estudo, tios, empregados, animais, saúde, suas obrigações e dedicações.  Virgem governa os intestinos, região abdominal, tem forte influência no sistema nervoso, baço...
    • Casa VII – RELACIONAMENTOS E PARCERIAS: Tu, o outro, marido, noivo, namorado, parceiro, amante fixo, casamento, associações, sociedades, divórcios, inimigos declarados.  - Libra governa rins, bexiga, equilíbrio fisiológico, região lombar, coluna, pele, sistema vasomotor...
    • Casa VIII – RECICLAGEM E INVESTIMENTOS: Sexo, oculto, astral, magia, morte física, doenças, ganhos possíveis de heranças ou testamento, grandes transformação, magia, metamorfose. - Escorpião governa os órgãos genitais, aparelho excretor, uretra, cólon, ânus, bexiga, próstata, osso pubiano,ossos nasais...
    • Casa IX – FILOSOFIA E METAS DE VIDA: Espiritualidade, religião, o sentimento religioso, aspirações filosóficas, ideias, encontros importantes, assuntos legais, parentes não sanguíneos (cunhados e sogros), viagem longa – ao exterior, convicções religiosas, aprendizado através do auto-conhecimento. É a casa dos conhecimentos profundos, dos estudos filosóficos, éticos e metafísicos. - Sagitário governa as coxas, os músculos de uma maneira geral, o que rodeia os quadris, sacro e espinha, vértebra, fêmur, nervos ciático...
    • Casa X – STATUS E PROFISSÃO: Social, como se é visto socialmente, patrimônio, pai, carreiras, realização pessoal e profissional, seu lugar na sociedade, regimes, sucesso, fama. Determina a maneira como reagimos diante de uma autoridade ou qualquer pessoa que esteja em uma posição superior à nossa. O comportamento em relação ao pai, ao chefe, ao governante. - Capricórnio governa joelho, pele e ossos, juntas, articulações, cabelos...
    • Casa XI – AMIGOS E TRIBOS: Projetos futuros, amigos no geral, sonhos e desejos íntimos, esperanças, aspirações, metas e objetivos de vida, consciência política, atuação revolucionária. Associações, clubes, organizações de caridade e sindicatos. Aquário governa as pernas - dos joelhos para baixo – e os tornozelos...
    • Casa XII – SISTEMA DE FÉ: Área de sacrifício, hospitais, inimigos e situações ocultas, prisões reais e psíquicas, o inconsciente, os amores ocultos. As nossas avaliações mais profundas, é o lado adulto e nebuloso de nós mesmos, auto-anulação, tristezas, impedimentos à satisfação sexual. - Peixes governa os pés, dedos...


    Lucia



    Cartas e Destino - Hadés
    Transforme sua vida com o tarô – Ademir Barbosa Junior
    Taro Egípcio - Guia Prático na Mandala Astrológica.
    girafamania.com.br
    Imagem Google

    quarta-feira, 19 de outubro de 2016

    sexta-feira, 14 de outubro de 2016

    Tarô de Marselha — A Temperança (Paciência)

    A Temperança (Paciência)
    O Arcano da Inspiração e da Alquimia.



    Descrição simbólica — O arcano quatorze simboliza a harmonização das forças naturais masculinas e femininas através da transmutação de energias mais inferiores em outras mais elevadas. 
    É figurado por um ser alado, com túnica vermelha, azul e amarela, vertendo água de uma urna para outra. Sua ação expressa a transformação que experimenta a água — seiva conduta de vida — e traduz as incessantes operações que ocorrem em todos os reinos da natureza. 
    As asas reforçam o sentido da Temperança (1. Qualidade ou virtude de quem é moderado, ou de quem modera apetites e paixões; sobriedade. 2. Moderação, comedimento, temperamento. 3. Economia, parcimônia.) como resultado de um trabalho constante de metamorfose espiritual, através do qual os sentimentos e emoções mais densas são sublimados em potencial psíquico e criador. 
    Hermafrodita, o personagem é o símbolo da conjunctio oppositorum alquímica, identificada, por Jung, como a íntima união no ser humano do princípio masculino — positivo, claro, ativo — com o princípio feminino — negativo, escuro, passivo —, que correspondem ao consciente e ao inconsciente. 
    A alegoria toda representa o movimento perpétuo de circulação da vida na sua contínua formação, transformação, regeneração e purificação. 
    Astrologicamente é associado ao signo de Aquário e pode também se relacionar a Indra, que na filosofia hindu, é o senhor da purificação.

    Representação abstrata — Representa a combinação hábil que o homem faz, entre pessoas e circunstâncias, para continuar progredindo em direção a um futuro melhor. 
    A circulação e confraternização dos elos universais entre os seres. Facilidade para harmonizar interesses e afetos. 
    A passagem dos dias. A continuidade da vida. A transferência de um tipo de existência para outro melhor. As mudanças, as metamorfoses, as mutações. Amor sem paixão. 
    Espírito de conciliação. Tolerância e filosofia prática. Trabalho em comum, realizado harmoniosamente. 
    O agente reparador e reconstituinte de tudo o que se gasta. O fluido animador que renova as células do organismo. Transfusão da força vital. Medicina mística; cura pelo magnetismo. 
    A energia vital em transmutação. 

    No sentido negativo: desacordos, passividade, prodigalidade (1. Esbanjamento, desperdício, dissipação. 2. Gastos exagerados. 3. Generosidade, liberalidade, largueza. 4. Profusão, abundância.) excessiva, tergiversações (Tergiversar — 1. Voltar as costas. 2. Procurar rodeios, evasivas; usar de subterfúgios.), imprevisões, vacilações, instabilidade, frieza; deixar-se levar pelos acontecimentos, apatia, fluxos involuntários, submissão à moda ou aos preconceitos.

    Interpretações divinatórias — Trata-se de uma carta geralmente benéfica, indicando para o consulente uma libertação e a iniciação de um novo plano de existência. 
    Faz alcançar o desejo, dando, no entanto, uma nova orientação e apontando para possibilidades sobre as quais não se tinha pensado. 

    No plano mental, esta carta outorga o sentido profundo das coisas, o princípio de moderação, a aceitação dos acontecimentos, a flexibilidade para adaptar-se às circunstâncias. 

    No plano anímico, estabelece a comunicação com os planos superiores, através da qual as pessoas se encontram e se reconhecem por suas afinidades. 

    No plano físico é a passagem de um lugar para outro; depois de pesar os prós e os contras, encontra-se a maneira de se chegar a um acordo; a carta, entretanto, não determina, se a mudança será coroada de êxito. 

    Afetivamente, está para nascer uma nova afeição ou uma modificação de estado através de uma ligação, casamento etc.; novos conhecimentos; amizades. 

    Sob a influência da Temperança, as pessoas que se encontram são felizes, mas, se ficarem presas umas às outras, não evoluirão.

    RESUMO

    Significado abstrato: em todo ato de renovação nada é feito de repente, mas sim, com moderação. 

    Significado prático: reflexão, decisão que não é imediata. Os argumentos, contrários e favoráveis, são levados em consideração. 

    Em posição invertida: anulação da hesitação e da inconstância. 

    Moral: Raciocínio. 

    Físico: Falta de fôlego, falta de energia.


    Com as Cartas

    • V (O Sumo Sacerdote): Muito emocional no amor, especialmente para mulheres. 
    • VI (O Enamorado): Antes do Enamorado, ambas em posição normal: após muita hesitação haverá estabilidade nas emoções. Após O Enamorado, ambas em posição normal: falta de entendimento no campo afetivo. Após O Enamorado invertida, em posição normal: traição. 
    • VIII (A Justiça): Antes da Justiça, ambas em posição normal: após muita hesitação, a discussão surtirá efeito. Após A Justiça, ambas em posição normal: o acontecimento não se realizará, apesar de haver acordo. 
    • X (A Roda da Fortuna): Planos realizados. 
    • XV (O Diabo): Orgulho ferido. Animosidade. 
    • XX (O Julgamento): Todos os perigos descartados. 
    • XXI (O Mundo): Reparação dos erros de julgamento. 
    • O Louco: Desilusão. Respeito a você e aos outros.




    Lucia


    Extraído de:
    Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    terça-feira, 11 de outubro de 2016

    domingo, 9 de outubro de 2016

    Court Games Tarot - Deck

    O Tribunal Jogos Tarot é um baralho de 78 cartas pintados com uma técnica mista, aguarela e tinta.
    Eles são projetados com base em representações mais utilizados em tribunais nobres medievais, onde Tarot, como a conhecemos hoje, provavelmente se originaram.


















    Lucia



    Para baixar o baralho completo e gratuitamente para uso pessoal, acesse -
    Dark Tarot . com
    http://www.darktarot.com/printable_tarot_deck/court_games_tarot.php 

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Selos