sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Tarô Místico – A Morte

A Morte



Este é o décimo terceiro Arcano Maior, o que traz uma crise transformadora. 
A carta da Morte simboliza um fim, o qual é resultado de uma necessidade de eliminar o que não tem mais sentido. 
Este Arcano corta elos, desfaz estruturas e promove uma mudança radical. 
Não há harmonia no final descrito pela Morte, o corte da foice é radical e não deixa possibilidade de retorno à condição anterior.

Para o estudante, um alerta: desde já acostume-se a desvincular deste Arcano o conceito de morte física, pois ele nunca aparece com essa mensagem.

Há no simbolismo do Arcano da Morte alguns aspectos positivos, embora sempre intensos, pois toda vez que A Morte vem, ela liberta e muda as situações. 
Sua influência é positiva no final, mas o momento em que tudo acontece é sempre difícil.

Pode significar uma libertação do carma, que é encerrado definitivamente, por ações conscientes. 
A figura da carta pode representar quem está para fazer o corte e, mesmo que não o deseje, terá que segurar a foice. 
O corvo é um pássaro mensageiro, ele é um aviso para não ter a cabeça cortada.

Numa interpretação objetiva e prática, a Morte significa fim, crise, corte. 

Numa interpretação subjetiva, a Morte é indicador de que chegou a hora de eliminar aquilo que já estava sem função na vida. 

Na caminhada espiritual, este Arcano representa um momento de crise espiritual, no qual o viajante decide eliminar a carga do passado e faz cortes. 
Há risco de interromper sua evolução, cortando sua ligação com Deus.

  • As Sete Palavras-Chave: corte, fim, crise, eliminação, mudança radical, ruptura, desestruturação. 
  • No Amor: vai haver uma crise, o amor pode terminar, a pessoa está sem alguém para amar. 
  • Na Saúde: é necessário cortar um hábito para ficar bem fisicamente, poderá ser necessário fazer uma cirurgia para eliminar o mal. 
  • No Dinheiro: cortes, perdas, impossibilidade de ganhar, um negócio que não sai, perda do emprego. 
  • Aspecto Negativo: radicalismo, corte injusto, final indesejado, recebe um corte.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

terça-feira, 27 de setembro de 2016

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Tarô de Marselha — A Morte (Transformação)

A Morte (Transformação)
O Arcano das Transmutações e da Vida Eterna.




Descrição da simbologia — O arcano treze simboliza o fator de transformação que destrói para construir. 
Figurado pela conhecida alegoria do esqueleto — que aqui maneja uma foice — representa a morte, que, em todos os domínios, significa o fim de um ciclo e o começo de outro. 
Tanto o esqueleto como os restos humanos espalhados no prado são rosados — e não cinzas — para reforçar o caráter de ambiguidade da imagem. 
Não só para os antigos como também para a ciência moderna, da mesma forma que a vida está intimamente ligada à morte, a morte é o manancial da vida. 
O simbolismo é o mesmo que o de Saturno, que poda as árvores para que novos galhos possam crescer. 
Em outras palavras, é necessário destruir a forma sem aniquilar o fundamento. 
O próprio esqueleto simboliza a íntima e oculta perduração das coisas. A destruição que antecede o rejuvenescimento pode ser associada ao simbolismo do planeta Plutão — é necessário morrer na escuridão para renascer na luz. 
A morte é assim a suprema liberação.

Representação abstrata — Transmutação que o ser humano faz, eliminando da sua vida tudo o que é supérfluo e antiquado, a fim de que possa seguir adiante na sua evolução. Decomposição final de algo determinado e, por isso, integrado numa duração — tempo e ciclo. 
Espiritualização, liberação; lucidez absoluta de julgamento; ascetismo (1. Prática da ascese [exercício prático que leva à efetiva realização da virtude, à plenitude da vida moral]. 2. Doutrina que considera a ascese como o essencial da vida moral. 3. Moral que desvaloriza os aspectos corpóreos e sensíveis do homem.), desprendimento. 

No sentido negativo: tristeza, melancolia; corrupção, decrepitude; fatalidade, fracassos, más condições, estagnação, enfermidade, ruína, abandono forçado de algo que se quer preservar, rompimentos, perdas.

Interpretações divinatórias — A carta mais apropriada para assustar o principiante no tarô. Embora o número treze seja vulgarmente associado à má sorte, para fins de adivinhação esta carta não é tão ruim quanto parece. Raramente significa morte física. Seus efeitos são, entretanto, instantâneos e radicais. 

No plano mental, o consulente será forçado a reajustar o seu modo de pensar, em virtude de novos fatores que intervirão na sua vida; modificação total e renovação das ideias. 

No plano anímico: passagem de um plano para outro, afastamento e fim de ciclo. 

No plano físico: mudança completa de algum setor ou das circunstâncias determinadas pelas outras cartas. 

No campo afetivo, nada traz que não se faça preceder da destruição de uma afeição ou de um amor; fim definitivo de uma ilusão; libertação dolorosa.


RESUMO: 

Significado abstrato: movimento e avanço constante.

Significado prático: morte no sentido corrente; o fim de alguma coisa. Em posição invertida: doença ou choques, mas podem ser evitados. 

Moral: Esta carta não é assustadora. Ela somente indica morte se as demais cartas confirmarem. Ela usualmente significa o fim ou uma mudança. 

Físico: Medos, hesitações.


Com as Cartas: 

  • V (O Sumo Sacerdote): Proteção. 
  • VI (O Enamorado): Antes do Enamorado, ambas as cartas em posição normal: ruptura de casamento, fim de relação amorosa. Após O Enamorado, ambas as cartas em posição normal: união insegura, sentimentos de pouca duração. 
  • X (A Roda da Fortuna): Fim fatal. 
  • XIV (A Temperança): Antes da Temperança, ambas em posição normal: morte resultante de discussão, hesitação ou confusão. 
  • XV (O Diabo): Fadiga orgânica. 
  • XVI (A Casa de Deus): Antes da Casa de Deus, ambas em posição normal: morte resultante de outras mortes, como num grande acidente. Invertida, antes da Casa de Deus também invertida: consequências más acompanham a morte. Após A Casa de Deus, ambas em posição normal: desastre, catástrofe que resulta em morte. 
  • XX (O Julgamento): Possibilidade de aperfeiçoamento inesperado. 
  • XXI (O Mundo): Cancelamento de características ruins da carta. Antes do Mundo, ambas as cartas em posição normal: epidemia. Após O Mundo, ambas normais: planos que falharão. As causas são psíquicas, mas os efeitos são físicos. 
  • O Louco: Fracasso.




Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Leitura pela Mandala Astrológica com o Mundo

A Mandala Astrológica também conhecida como Roda Zodiacal ou Astrológica, Tiragem Astrológica, Grande Jogo ... é um método fascinante.

Neste artigo mostra a interpretação de cada Arcano Maior em cada uma das doze Casas da Mandala Astrológica, de forma simplificada.

Sendo que, em uma leitura completa deste método, cada Casa aborda vários assuntos da vida do consulente e é possível obter mais informações usando também as casas derivadas, seus eixos, os quadrados, os triângulos e outros enfoques.


Pode-se fazer a leitura com um Arcano Maior por casa ou 1 Arcano Maior acompanhado de 1 ou 2 Arcanos Menores por casa que podem também ser interpretados segundo os decanatos.

A seguir 3 das várias maneiras (sugestões) de interpretação deste método, onde o tema das casas tem um significado peculiar para cada autor.


 O Mundo em cada Casa da Mandala Astrológica




Sugestão de interpretação 1:

Casa I - Representa o consulente, o seu físico, as possibilidades energéticas, o seu poder de vida e o que lhe foi legado pelos ascendentes. 
Mundo na Casa 1 - Período de realização e sorte. Fase ascendente; pode dominar o futuro.

Casa II - Os bens, a banca, o crédito concedido, os movimentos de fundos, o dinheiro. A vida financeira do consulente, o que pode esperar de novo nesse domínio.
Mundo na Casa 2 - Grande realização financeira. Entrada de dinheiro. 

Casa III - A inteligência e o ambiente do consulente. O que vai acontecer no seu próprio círculo; as pequenas viagens, a vida cotidiana. Os escritos, os livros, as cartas, o carteiro, as mensagens. Os irmãos.
Mundo na Casa 3 -  Sorte para o círculo habitual e para os irmãos. Uma obra intelectual ou comercial pode ter êxito completo. Viagens favorecidas.

Casa IV - O lar do consulente, a sua família. Seu pai (se é um homem que consulta). Sua mãe (se é uma mulher que interroga o destino). O patrimônio, todas as questões imobiliárias em curso ou novas. O dinheiro tirado dos escritos.
Mundo na Casa 4 - Ajuda para a família, excelente condições desta. Possibilidades de novo lar. Compra ou venda imobiliária.

Casa V - Os amores do consulente, eventualmente, os filhos, as suas criações, o ensino, o que ama, o teatro, o cinema, as férias.
Mundo na Casa 5 - Grande amor. Realização muito importante (especulação, criação. intelectual, etc.).

Casa VI - O trabalho, a saúde, a servidão, as pequenas doenças, tudo o que se reveste de um sentido de obrigação, mas também de dedicação. Os servidores, auxiliares, o pessoal doméstico.
Mundo na Casa 6 - Plena e completa satisfação no domínio profissional; promoção ou independência. Regresso a saúde.

Casa VII - O cônjuge, a vida conjugal, as relações matrimoniais, eventualmente, o divórcio, as associações, os contratos. 
Mundo na Casa 7 -  Realização nos contatos com outros. Novo conhecimento no plano afetivo. Ambição social (política, artística, comercial, etc.) vitoriosa. 

Casa VIII - A morte (num sentido de transformação e de metamorfose); é também o crescimento, os capitais, a magia, a iniciação e a sexualidade. O dote.
Mundo na Casa 8 - Créditos, capitais. Proteção na vida financeira. Possibilidades de herança, legados ou presentes importantes.

Casa IX - A filosofia, a evolução espiritual, os sonhos, a religião, o estrangeiro, as grandes viagens, o ensino (particularmente com a Casa V, mas aqui num sentido mais esotérico), as altas faculdades do espírito, as ciências ocultas. A justiça, os processos, seu resultado.
Mundo na Casa 9 - Visão clara das coisas lógicas e intuição. Favorece todas as relações com o estrangeiro. Novo casamento se for o caso. Excelente para os estudos ocultos, a ciência, as invenções, etc. Aproveitamento dos dons intelectuais.

Casa X - Os pontos mais altos da carreira, a maturidade, o destino, as honras, os fatos determinantes, os atos.
Mundo na Casa 10 - Presságio favorável. Realizações importantes. 

Casa XI - Os amigos, a publicidade, a política, os desejos ou aspirações, os projetos, a vida social, as relações.
Mundo na Casa 11 - Ajuda de amigos, proteção política. Concretização dos projetos. Importantes satisfações na vida social.

Casa XII - O inconsciente, o que está oculto, os amores secretos. As doenças graves, os hospitais, as casas de repouso, as prisões, o crime.
Mundo na Casa 12 - Preservação. Dificuldades serão limitadas. Vigilância no domínio da saúde, mas tendência para a cura. Sorte oculta. 

Sugestão de interpretação 2:

Casa 1 (Áries) - Refere-se ao caráter do consulente, a seu temperamento, à sua personalidade e à sua aparência física.
Mundo na Casa 1 - Alguém seguro, correto, harmonioso, de bom caráter. Vitória. Sucesso. Obstáculos. Dispersão, dificuldade de concentração. 

Casa 2 (Touro) - Refere-se a fontes de renda, do dinheiro, dos bens e das finanças, bem como de bens adquiridos, do comércio e da morte do cônjuge (se houver).
Mundo na Casa 2 - Realizações financeiras grandiosas, crescimento. Entrada fácil de dinheiro. Negócios sólidos.

Casa 3 (Gêmeos) - Refere-se a parentes (irmãos, primos, etc.), a viagens curtas, a livros e cartas, a mudanças de residência, à vizinhança e aos meios de comunicação.
Mundo na Casa 3 - Equilíbrio total com irmãos e outros parentes. Viagens favorecidas. A pessoa vive num mundo tacanho.

Casa 4  (Câncer) - Refere-se ao lar, aos pais e ao patrimônio da família (sobretudo aos imóveis).
Mundo na Casa 4 - Equilíbrio em casa. Novo lar. A família terá ajuda necessária de outras pessoas.

Casa 5 (Leão) - Refere-se a afeição instintiva, de namoros, da vida social, do lazer, dos pequenos amores, de negócios arriscados, de relações internacionais, escolas e especulações.
Mundo na Casa 5 - Amor sincero. Afetos harmoniosos. Novo amor equilibrado.

Casa 6 (Virgem) - Refere-se ao trabalho, as obrigações, a saúde, o bem estar-físico, aos animais domésticos.
Mundo na Casa 6 - Sucesso no emprego. Ótima saúde.

Casa 7 (Libra) - Refere-se aos relacionamentos íntimos, ao cônjuge (se houver) e às associações comerciais, aos inimigos declarados e a processos.
Mundo na Casa 7 - Amor altruísta. Perfeição. Novo conhecimento.
A pessoa detesta sentir-se presa.  

Casa 8 (Escorpião) - Refere-se a sexualidade, a morte, as mudanças, os grandes negócios, as heranças, os testamentos e os legados.
Mundo na Casa 8 - Vida sexual ativa. Gandaia. Lucros. Sucessos. Heranças. Mudança em geral. 

Casa 9 (Sagitário) - Refere-se a viagens longas, o estrangeiro, línguas, justiça, processos, estudo superior, evolução espiritual, filosofia, espiritualidade e/ou religião.
Mundo na Casa 9 - Elevação espiritual. Amor pela humanidade. Supremacia mental e psíquica. Esoterismo favorável. Viagens ao exterior. Vacinas. Alerta. Novo casamento.

Casa 10 (Capricórnio) - Refere-se ao destino, às honrarias, às aspirações e ao prestígio social, bem como à mãe ou à sogra do consulente.
Mundo na Casa 10 - Negócios sólidos e brilhantes. Sucesso total e público. Realização com reconhecimento público.

Casa 11 (Aquário) - Refere-se à vida social, dos amigos, da política, da diplomacia, dos benfeitores, de projetos, de esperança e de paz.
Mundo na Casa 11 - Amizades sólidas e fortes. Ajuda. Apoio. Todos os projetos se realizarão.

Casa 12 (Peixes) - Refere-se a isolamentos, obstáculos, doenças graves, prisão, provações, amores secretos. Ao inconsciente, inimigos ocultos, às aflições, a processos criminais, à miséria. Conhecida como "inferno do zodíaco". 
Mundo na Casa 12 - Espiritualidade desenvolvida. Última reencarnação neste plano. Quitação de débitos cármicos. Indício de cura.

Carta 13 (colocada no centro da Mandala) 
Síntese - Conclusão da leitura. 
Mundo na Casa Central - Indica sabedoria, espiritualidade e força geradora.


Sugestão de interpretação 3:

Casa 1 - Consulente/Momento Presente
Mundo na Casa 1 - Extrovertida, não aceita amarras e não se satisfaz enquanto não se realiza. Esta num momento de grandes transformações para melhor e com proteção.

Casa 2 - Dinheiro
Mundo na Casa 2 - Ganhos, transformações para melhor, herança.

Casa 3 - Comunicação
Mundo na Casa 3 - Expansividade, fácil convivência, transformações com a possibilidade de ampliar círculo de amigos e novas relações no social.

Casa 4 – Lar/Família
Mundo na Casa 4 - Energia muito positiva para a família. Traz transformações com proteção divina. Melhora geral.

Casa 5 – Talento/Criatividade
Mundo na Casa 5 - Visão ampla, criatividade, versatilidade e acesso a novos potencias.

Casa 6 – Trabalho
Mundo na Casa 6 - Facilidade para cumprir metas. Transformações no profissional. Essa transformação está associada a sucesso e reconhecimento de potencial com a possibilidade de emprego novo, promoção, ou proposta para trabalhar do exterior.

Casa 7 – Casamento/Sociedades
Mundo na Casa 7 - Transformações para melhor nas relações afetivas.Traz melhora significativa no relacionamento ou amor novo para assumir.

Casa 8 - Transformações
Mundo na Casa 8 - Melhor carta do taro. Transformações para melhor com segurança e sem sofrimentos ou dúvidas. Final de um ciclo, mas ao mesmo tempo uma porta que se abre para novas conquistas.

Casa 9 – Espiritualidade
Mundo na Casa 9 - Tem ética cósmica e responsabilidade perante a humanidade. Momento de evolução e transmutação de qualquer energia não qualificada.

Casa 10 - Carreira
Mundo na Casa 10 - Transformações para melhor. Sucesso e êxito com aumento de poder.

Casa 11 – Projetos futuros/Sonhos/Aspirações
Mundo na Casa 11 - Visão ampla. Muito favorável para iniciar os projetos.

Casa 12 – Inconsciente
Mundo na Casa 12 - Transformações de dentro para fora. Sensação de muita segurança. Plenitude. Harmonia consigo mesma. 

Em sites de astrologia encontram-se as informações necessárias para se aprofundar neste método e fazer leituras completas.

Algumas abordagens pelas Casas Zodiacais:
  • Casa I – IDENTIDADE BÁSICA: Eu, personalidade, saúde geral, é o ascendente, indica as características externas de comportamento, temperamento, habilidades naturais. - Áries governa a cabeça, os hemisférios cerebrais, maxilar superior, os olhos, o rosto.
    • Casa II – VALORES PESSOAIS: Dinheiro, bens, segurança pessoal ligada às finanças, como você lida com o dinheiro, orientando as realizações econômicas, capacidade de ganhos, carinho do casal. - Touro governa a boca e a garganta, o pescoço, orelhas, paladar, laringe, glândula tireoide, maxilar inferior, veia jugular e faringe ...
    • Casa III – INTERAÇÃO E INTERCÂMBIOS: Comunicações, papo, flertes, amigos, cartas, telefonemas, pequenas viagens, irmãos, irmãs, primos, vizinhos, determina como você se relaciona com as pessoas mais chegadas, a forma que se conduz nos primeiros estudos e primeiros conhecimentos. - Gêmeos governa os membros, clavícula, omoplata, braços, mãos, dedos e pulmões, glândula timo, costelas superiores, traqueia, brônquios, sangue.
    • Casa IV – RAÍZES E VIDA PRIVADA: Lar, mãe, estrutura familiar, seu meio e suas coisas. Raízes raciais e culturais. Abrange as características emocionais mais profundas e diz respeito à atitude em relação à família, ao lar, à pátria e às raízes, conforto pessoal, propriedades, reputação. Câncer governa o estômago, funções digestivas, diafragma, mamas...
    • Casa V – EXALTAÇÃO E CRIATIVIDADE: Prazeres e diversões, talento, filhos e relacionamento com estes, jogos de azar, passeios, esportes, artes, namorados, casos amorosos, gravidez, memória, inteligência. Comportamento sexual. Leão governa coração, sistema circulatório, região dorsal da coluna...
    • Casa VI – ORGANIZAÇÃO E DIA A DIA: Rotina, trabalho, estudo, tios, empregados, animais, saúde, suas obrigações e dedicações.  Virgem governa os intestinos, região abdominal, tem forte influência no sistema nervoso, baço...
    • Casa VII – RELACIONAMENTOS E PARCERIAS: Tu, o outro, marido, noivo, namorado, parceiro, amante fixo, casamento, associações, sociedades, divórcios, inimigos declarados.  - Libra governa rins, bexiga, equilíbrio fisiológico, região lombar, coluna, pele, sistema vasomotor...
    • Casa VIII – RECICLAGEM E INVESTIMENTOS: Sexo, oculto, astral, magia, morte física, doenças, ganhos possíveis de heranças ou testamento, grandes transformação, magia, metamorfose. - Escorpião governa os órgãos genitais, aparelho excretor, uretra, cólon, ânus, bexiga, próstata, osso pubiano,ossos nasais...
    • Casa IX – FILOSOFIA E METAS DE VIDA: Espiritualidade, religião, o sentimento religioso, aspirações filosóficas, ideias, encontros importantes, assuntos legais, parentes não sanguíneos (cunhados e sogros), viagem longa – ao exterior, convicções religiosas, aprendizado através do auto-conhecimento. É a casa dos conhecimentos profundos, dos estudos filosóficos, éticos e metafísicos. - Sagitário governa as coxas, os músculos de uma maneira geral, o que rodeia os quadris, sacro e espinha, vértebra, fêmur, nervos ciático...
    • Casa X – STATUS E PROFISSÃO: Social, como se é visto socialmente, patrimônio, pai, carreiras, realização pessoal e profissional, seu lugar na sociedade, regimes, sucesso, fama. Determina a maneira como reagimos diante de uma autoridade ou qualquer pessoa que esteja em uma posição superior à nossa. O comportamento em relação ao pai, ao chefe, ao governante. - Capricórnio governa joelho, pele e ossos, juntas, articulações, cabelos...
    • Casa XI – AMIGOS E TRIBOS: Projetos futuros, amigos no geral, sonhos e desejos íntimos, esperanças, aspirações, metas e objetivos de vida, consciência política, atuação revolucionária. Associações, clubes, organizações de caridade e sindicatos. Aquário governa as pernas - dos joelhos para baixo – e os tornozelos...
    • Casa XII – SISTEMA DE FÉ: Área de sacrifício, hospitais, inimigos e situações ocultas, prisões reais e psíquicas, o inconsciente, os amores ocultos. As nossas avaliações mais profundas, é o lado adulto e nebuloso de nós mesmos, auto-anulação, tristezas, impedimentos à satisfação sexual. - Peixes governa os pés, dedos...


    Lucia



    Cartas e Destino - Hadés
    Transforme sua vida com o tarô – Ademir Barbosa Junior
    Taro Egípcio - Guia Prático na Mandala Astrológica.
    girafamania.com.br
    Imagem Google

    quinta-feira, 15 de setembro de 2016

    Destino e Tarô: Symbolon - Eros

    Destino e Tarô: Symbolon - Eros: 34 - Eros Astrologicamente :  Áries/Touro, Marte/Vênus Resumo : Atração dos sexos, sexo, paquera, contato corporal, procurar a ...


    terça-feira, 13 de setembro de 2016

    sexta-feira, 9 de setembro de 2016

    Tarô dos Orixás – Dependurado / Logun Edé

    Dependurado / Logun Edé


    É filho de Oxóssi e Oxum; metade do ano é ninfa dos rios, na outra é caçador como o pai. 
    Por isso é associado ao Cavalo Marinho. 
    Seu elemento na natureza são os seixos dos rios e, na personalidade, mistura jovial e irresponsabilidade. 
    Como o Dependurado, Logun Edé se sente preso numa armadilha do destino, de mãos atadas, à espera de um acaso que o salve.

    Extremamente sensível, a dor e ao sofrimento lhe dão a sensação de que o mundo está de pernas para o ar. 
    Suas tentativas para se soltar só apertaram mais o nó, e ele não sabe mais o que fazer.

    Olhando para as raízes das árvores, ele vê as coisas de um modo irreal e sua mensagem é que é preciso conhecer melhor a realidade para resolver os problemas. 
    É preciso ter paciência e se dispor a sacrificar bens acumulados no passado ou aquilo que se quer, mas nos prende, para ter energia para novos projetos. 
    A única forma de se libertar do sofrimento do sacrifício é aceitá-lo de uma vez.




    Lucia


    Extraído de:
    Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    terça-feira, 6 de setembro de 2016

    sexta-feira, 2 de setembro de 2016

    Tarô Místico – O Enforcado

    O Enforcado



    Este é o décimo segundo Arcano Maior, o que traz o peso do carma sobre cada existência. 
    O Enforcado é um Arcano passivo, traz impedimentos, limitações e espera.

    A vibração desta carta impede a continuidade, ela amarra e pede que se observe o que está acontecendo, pois há em todas as situações uma certa influência do destino. 
    Toda ação é anulada quando a vibração do Enforcado está ativa.

    A carta representa um homem amarrado, pendurado de cabeça para baixo na Árvore da Vida. 
    Seus olhos abertos indicam que está vivo e sua postura é inerte. 
    Ao lado, um cachorro, que parece esperar pelo dono, acomoda-se na mesma inércia.

    Este é o Arcano que traz retrocesso para quem não é capaz de entender o momento que vive como uma oportunidade para fazer alguma purificação necessária ou como uma lição a ser aprendida. 

    Numa interpretação objetiva e prática, o Enforcado significa carma ativo, acomodação, falta de iniciativa, obstáculos, atraso. 

    Numa interpretação subjetiva, o Enforcado é o peso do destino que assusta, é a não-reação, aceitação do carma. 

    Na caminhada espiritual, este Arcano representa o momento em que o peregrino descobre as limitações de sua encarnação e aceita pagar suas dívidas cármicas.

    • As Sete Palavras-Chave: espera, carma, limites, dificuldade, inércia, acomodação, atraso. 
    • No Amor: é uma relação cármica, que deixa a pessoa amarrada e limitada a situações desagradáveis, não há evolução da situação amorosa, pois os obstáculos impedem. 
    • Na Saúde: problemas de saúde relacionados com o carma, a pessoa não solta a doença, fica amarrada a ela. 
    • No Dinheiro: nada de bom, há impedimentos cármicos para ganhar a vida; o que deveria vir não chega; o negócio está amarrado. 
    • Aspecto Negativo: aceitar ser uma vitima do carma; não agir para se livrar dele; viver um destino negativo sem entender sua lição; apatia, comodismo, preguiça.




    Lucia


    Extraído de:
    Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    Imagem:
    comprazen.com.br

    quinta-feira, 1 de setembro de 2016

    Destino e Tarô: Symbolon - A Queda

    Destino e Tarô: Symbolon - A Queda: 32 - A Queda Astrologicamente :  Leão/Aquário, Sol/Urano Resumo : Fraude no palácio, derrota, mudança, queda do ego, perda de poder...


    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Selos