sexta-feira, 29 de julho de 2016

Tarô de Marselha — A Força (Verdade)

 A Força (Verdade)
O Arcano da Virtude e do Predomínio da Qualidade.



Descrição da simbologia — O arcano onze do tarô simboliza a luta da inteligência contra as forças bestiais da natureza. 
É figurado por uma jovem que, aparentemente sem esforço, doma um furioso leão, cujas mandíbulas mantém separadas. 
Wirth assinala, como detalhe de maior interesse nessa imagem, o fato de que a jovem não mata o leão, mas o aperta contra seu corpo. Isto significa que não se deve menosprezar o inferior, mas dominá-lo e utilizá-lo. 
Ou, como ensina a alquimia: não se deve — e a rigor nem é possível — destruir o vil, mas sim transmutá-lo no superior. 
A alegoria encerra, também, a noção de sexualidade: a goela aberta do leão situa-se à altura da vagina da jovem. 
Alusão zodiacal — Leo dominado por Virgo. O leão é o único signo do zodíaco em que o sol se encontra em domicílio, em “força”. 
O arcano todo simboliza a força enquanto triunfo da inteligência sobre a brutalidade.

Representação abstrata — Representa a capacidade de se confrontar com as próprias necessidades instintivas — sobretudo a agressão e a sexualidade — utilizando o espírito e a inteligência como instrumentos. 
Ultrapassagem do Ego no devotamento ao serviço dos semelhantes. 
Força orgânica, moral e espiritual; firmeza e harmonia na conduta; inteligência para lutar contra as forças bestiais da natureza; energia, vitalidade; autocontrole, espírito alerta; trabalho; ação; domínio do “eu” e do que está à volta, derrota dos baixos impulsos; união do sentimento e da razão; paciência, valentia, intrepidez, capacidade de compreensão diante dos reveses e contratempos; fé, poder espiritual, poder de direção; reconciliação com o inimigo (que pode estar em si mesmo); caráter vivo, domínio das paixões, poder de conquista, intuição. 

No sentido negativo: cólera, ira, impaciência, presunção, temeridade, natureza fraca, rudeza, grosseria, insensibilidade, furor, crueldade, derrota diante de impulsos indignos, supressão das necessidades instintivas por medo de afrontar as convenções, repressão.

Interpretações divinatórias — Carta clara e plena de alegria, é uma das melhores do tarô, embora a vitória só possa ser conseguida em consequência de uma grande vigilância. 

No plano mental, ao qual está perfeitamente adaptada, permite uma iniciativa certa e reta; clareza de julgamento, força de ação sobre os outros; ensino importante. 

Plano anímico: proteção e defesa contra qualquer dispersão; força oculta e magnetismo sexual sobre os outros, vocação reconhecida. 

No plano físico: poder de ação invencível dirigida a um objetivo; todas as possibilidades de se chegar ao que se quer; afetivamente, promete um encontro importante, carregado de magnetismo, uma nova direção à vida sentimental — ligação ou casamento. 


RESUMO:

Significado abstrato: domínio da mente. 

Significado prático: se o consulente tiver força de vontade, ocorrerão acontecimentos favoráveis. 

Em posição invertida: o consulente será a vítima de forças superiores. 

Moral: Ousadia, raiva, violência, “coragem”. 

Físico: Risco de ferimento por imprudência.


Com as Cartas: 

  • V (O Sumo Sacerdote): Entusiasmo. Casamento se o consulente é jovem. 
  • VII (O Carro): Antes do Carro, ambas em posição normal: triunfo à custa de grande esforço. Após o Carro, ambas em posição normal: o poder adquirido pelo consulente lhe dará forças para superar os acontecimentos futuros. 
  • X (A Roda da Fortuna): Viagem complicada. Solidão. 
  • XIII (A Morte): Após A Morte, ambas em posição normal: morte violenta. Antes da Morte, ambas em posição normal: doença séria, mas não fatal. Se A Força estiver invertida, todos os esforços serão inúteis. Após A Morte, ambas invertidas: ocorrerá um encontro perto da Morte. 
  • XV (O Diabo): Preocupações moral e física sobre um assunto material. 
  • XX (O Julgamento): Emprego melhor. Trabalho criativo. 
  • XXI (O Mundo): Aperfeiçoamento sobre todos os ângulos. 
  • O Louco: Perigo devido a imprudência.




Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 28 de julho de 2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

Método Cortesã

O Método Cortesã é utilizado para perguntas simples e específicas, de preferência para prazos curtos ou imediatos. 
Também se utiliza este método dentro de uma leitura mais complexa, quando se quer saber sobre algo específico e que ocorrerá em breve.

Procedimento:
Após embaralhar as cartas, mentalize sua pergunta específica e escolha as cartas, colocando-as como no esquema abaixo.
Pode-se usar Maiores e Menores, apenas Maiores ou o baralho todo misturado (colocando 1 ou 2 cartas por casa), da forma que preferir.
As Casas:
A Casa 1, é a resposta definitiva da pergunta.

As Casas 2 e 3, especificam os detalhes da resposta mostrado na Casa 1.
As cartas nestas duas casas nunca mudam o significado da resposta previsto na Casa1, apenas complementam, fornecendo detalhes.

A Casa 4, mostra as consequências que podem ocorrer sobre o que foi perguntado. 
Esta última carta também não interfere na resposta da Casa 1, apenas servirá para ver se as consequências são positivas ou negativas.




Consulta com o Método Cortesã -



Lucia



Referência:
Wikipédia
Baralho Crown Deck Vermelho

Cortesã, conforme os usos do século XVI, era termo utilizado para referir-se às amantes que se associavam aos ricos e poderosos nobres que as proviam de luxo e bem-estar, assim como status junto à corte, em troca de sua companhia e seus favores. A própria palavra cortesã está indissoluvelmente associada à palavra Corte, como sinônimo dos nobres que podiam ter contato direto com a realeza.

Destino e Tarô: The Answer Deck - Destruction

Destino e Tarô: The Answer Deck - Destruction: 48. Destruction (Destruição) Significado  -  Destruição Demolição, extermínio, ruína, destroço. Invertida ou em casa de obst...


sexta-feira, 22 de julho de 2016

Tarô dos Orixás – Destino / Ifá

Destino / Ifá

É um orixá que não costuma ter representação no culto. 
É a voz do destino e governa os jogos de adivinhação. 
Ifá gira seu tabuleiro, que é a Roda da Fortuna e que ele joga os búzios que desvendam o futuro.

Mostra que nada existe sem seu oposto: o que sobe deve descer, o que desce deve subir, e só consegue aproveitar a estrada no alto quem mergulhou nas profundezas da sabedoria.

Ele diz que o momento é de grande agilidade, as coisas vêm e vão levadas pela maré. Grandes mudanças se anunciam: o que está ruim deve melhorar, mas o que está bom pode piorar. 
O que é antigo será perdido, mas novos ganhos virão.

Se a Roda parece encalhada ou se parece nos levar somente para baixo, é bom se recolher ao centro imóvel e olhar em volta a fim de ter uma visão global do processo. 
Assim, prevendo o giro da roda, podemos prevenir os acidentes da viagem e aproveitar os golpes de sorte.

Quem se prende ao centro ou à periferia da roda perde a perspectiva do todo e só percebe imobilidade ou confusão.




Lucia


Extraído de:
Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 21 de julho de 2016

quarta-feira, 20 de julho de 2016

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Leitura pela Mandala Astrológica com o Sol

A Mandala Astrológica também conhecida como Roda Zodiacal ou Astrológica, Tiragem Astrológica, Grande Jogo ... é um método fascinante.

Neste artigo mostra a interpretação de cada Arcano Maior em cada uma das doze Casas da Mandala Astrológica, de forma simplificada.

Sendo que, em uma leitura completa deste método, cada Casa aborda vários assuntos da vida do consulente e é possível obter mais informações usando também as casas derivadas, seus eixos, os quadrados, os triângulos e outros enfoques.


Pode-se fazer a leitura com um Arcano Maior por casa ou 1 Arcano Maior acompanhado de 1 ou 2 Arcanos Menores por casa que podem também ser interpretados segundo os decanatos.

A seguir 3 das várias maneiras (sugestões) de interpretação deste método, onde o tema das casas tem um significado peculiar para cada autor.


 O Sol em cada Casa da Mandala Astrológica


Sugestão de interpretação 1:

Casa I - Representa o consulente, o seu físico, as possibilidades energéticas, o seu poder de vida e o que lhe foi legado pelos ascendentes. 
Sol na Casa 1 -  Desenvolvimento em todos os domínios; sorte e proveito. Período de êxito e glória. Pode surgir uma ligação no plano afetivo ou união feliz.

Casa II - Os bens, a banca, o crédito concedido, os movimentos de fundos, o dinheiro. A vida financeira do consulente, o que pode esperar de novo nesse domínio.
Sol na Casa 2 - Triunfo na vida financeira. Entrada de dinheiro.

Casa III - A inteligência e o ambiente do consulente. O que vai acontecer no seu próprio círculo; as pequenas viagens, a vida cotidiana. Os escritos, os livros, as cartas, o carteiro, as mensagens. Os irmãos.
Sol na Casa 3 - Mensagens e cartas de amor. Viagem de núpcias ou a dois. Êxito para os irmãos. Relações felizes no círculo habitual.

Casa IV - O lar do consulente, a sua família. Seu pai (se é um homem que consulta). Sua mãe (se é uma mulher que interroga o destino). O patrimônio, todas as questões imobiliárias em curso ou novas. O dinheiro tirado dos escritos.
Sol na Casa 4 - Excelente período no lar e na vida conjugal. Possibilidade de novo matrimônio para os divorciados. Sorte no plano imobiliário.

Casa V - Os amores do consulente, eventualmente, os filhos, as suas criações, o ensino, o que ama, o teatro, o cinema, as férias.
Sol na Casa 5 - Indício de uma ligação feliz. Vida artística e criações são favorecidas. Encontro de um amor no decurso de férias, feriados, etc.

Casa VI - O trabalho, a saúde, a servidão, as pequenas doenças, tudo o que se reveste de um sentido de obrigação, mas também de dedicação. Os servidores, auxiliares, o pessoal doméstico.
Sol na Casa 6 -  Saúde que melhora. Progresso na vida profissional. Liberdade e independência.

Casa VII - O cônjuge, a vida conjugal, as relações matrimoniais, eventualmente, o divórcio, as associações, os contratos. 
Sol na Casa 7 - Período feliz para os casados. Para os outros, novo amor, possibilidade de união ou casamento. Êxito e felicidade. Novas responsabilidades.

Casa VIII - A morte (num sentido de transformação e de metamorfose); é também o crescimento, os capitais, a magia, a iniciação e a sexualidade. O dote.
Sol na Casa 8 - Luto no coração, período pouco favorável para os sentimentos, tendência a ruptura. Pode sugerir perda de amigo querido, parente (pai, tio, etc.) Favorável aos empréstimos e a vida financeira.

Casa IX - A filosofia, a evolução espiritual, os sonhos, a religião, o estrangeiro, as grandes viagens, o ensino (particularmente com a Casa V, mas aqui num sentido mais esotérico), as altas faculdades do espírito, as ciências ocultas. A justiça, os processos, seu resultado.
Sol na Casa 9 - Possibilidade de encontro amoroso no estrangeiro. Encontro de amor no decurso de uma viagem. Descoberta de interesses pessoais. Favorável aos estudos. 

Casa X - Os pontos mais altos da carreira, a maturidade, o destino, as honras, os fatos determinantes, os atos.
Sol na Casa 10 -  Excelente período nos próximos meses. Indicação de novo amor. Sorte. Prêmios, recompensas, presentes, etc.

Casa XI - Os amigos, a publicidade, a política, os desejos ou aspirações, os projetos, a vida social, as relações.
Sol na Casa 11 - Ajuda importante dos amigos. Possibilidade de transformação de uma amizade em amor, para uma mulher. Projetos que se concretizam.

Casa XII - O inconsciente, o que está oculto, os amores secretos. As doenças graves, os hospitais, as casas de repouso, as prisões, o crime.
Sol na Casa 12 - Provações afetando a vontade e as afeições. Para uma mulher, indício de amor secreto, difícil de legalizar. Provações financeiras.
Sugestão de interpretação 2:

Casa 1 (Áries) - Refere-se ao caráter do consulente, a seu temperamento, à sua personalidade e à sua aparência física.
Sol na Casa 1 - Amor, alegria, entusiasmo, poder. Sucesso. O brilho da pessoa pode incomodar os outros (inveja).

Casa 2 (Touro) - Refere-se a fontes de renda, do dinheiro, dos bens e das finanças, bem como de bens adquiridos, do comércio e da morte do cônjuge (se houver).
Sol na Casa 2 - Importantes ganhos materiais. Êxito. Abundância.

Casa 3 (Gêmeos) - Refere-se a parentes (irmãos, primos, etc.), a viagens curtas, a livros e cartas, a mudanças de residência, à vizinhança e aos meios de comunicação.
Sol na Casa 3 - Pequenas viagens favorecidas. Favorável a irmãos e outros parentes.

Casa 4  (Câncer) - Refere-se ao lar, aos pais e ao patrimônio da família (sobretudo aos imóveis).
Sol na Casa 4 - Sorte. Novos relacionamentos. Ambiente de paz.

Casa 5 (Leão) - Refere-se a afeição instintiva, de namoros, da vida social, do lazer, dos pequenos amores, de negócios arriscados, de relações internacionais, escolas e especulações.
Sol na Casa 5 - Amor e afeto favorecidos. Alegria e harmonia com os filhos.

Casa 6 (Virgem) - Refere-se ao trabalho, as obrigações, a saúde, o bem estar-físico, aos animais domésticos.
Sol na Casa 6 - Promoção no trabalho.Sucesso. Boa saúde. Atenção às queimaduras, ao colesterol e aos problemas cardíacos.

Casa 7 (Libra) - Refere-se aos relacionamentos íntimos, ao cônjuge (se houver) e às associações comerciais, aos inimigos declarados e a processos.
Sol na Casa 7 - Início de relações afetivas muito felizes. Casamento. Felicidade. Amor a dois. Grandes sentimentos.

Casa 8 (Escorpião) - Refere-se a sexualidade, a morte, as mudanças, os grandes negócios, as heranças, os testamentos e os legados.
Sol na Casa 8 - Sexo ótimo. Lucros. Sucesso. Melhora financeira.

Casa 9 (Sagitário) - Refere-se a viagens longas, o estrangeiro, línguas, justiça, processos, estudo superior, evolução espiritual, filosofia, espiritualidade e/ou religião.
Sol na Casa 9 - Amor espiritual. Iluminação. Encontro amoroso em viagem.

Casa 10 (Capricórnio) - Refere-se ao destino, às honrarias, às aspirações e ao prestígio social, bem como à mãe ou à sogra do consulente.
Sol na Casa 10 - Sucesso nos caminhos.

Casa 11 (Aquário) - Refere-se à vida social, dos amigos, da política, da diplomacia, dos benfeitores, de projetos, de esperança e de paz.
Sol na Casa 11 - Amizade triunfam. Grande apoio de amigos.

Casa 12 (Peixes) - Refere-se a isolamentos, obstáculos, doenças graves, prisão, provações, amores secretos. Ao inconsciente, inimigos ocultos, às aflições, a processos criminais, à miséria. Conhecida como "inferno do zodíaco". 
Sol na Casa 12 - Espiritualidade e iluminação interior. Amor espiritual.

Carta 13 (colocada no centro da Mandala) 
Síntese - Conclusão da leitura. 
Sol na Casa Central - Apresenta, luz, harmonia nas questões afetivas, materiais e espirituais, além de felicidade, sucesso e fechamento positivo.

Sugestão de interpretação 3:

Casa 1 - Consulente/Momento Presente
Sol na Casa 1 - Clareza de idéias, pureza de sentimentos e alegria. Está num momento de realização.

Casa 2 - Dinheiro
Sol na Casa 2 - Muito favorável para as finanças, traz sucesso, vitória, objetivos que se concretizam. O Sol traz sempre luz após um período de sombras.

Casa 3 - Comunicação
Sol na Casa 3 - Clareza na comunicação, transparência, amizades verdadeiras e êxito.

Casa 4 – Lar/Família
Sol na Casa 4 - Vitória com alcance de objetivos e alegria no que se refere aos problemas familiares. Fase de maior harmonia e melhora significativa entre familiares.

Casa 5 – Talento/Criatividade
Sol na Casa 5 - Período de muita criatividade, clareza e objetivos que se concretizam.

Casa 6 – Trabalho
Sol na Casa 6 - Luz após um período de sombras. Momento muito produtivo, sucesso, vitória, alcance de objetivos. Alegrias.

Casa 7 – Casamento/Sociedades
Sol na Casa 7 - Fase de muita cumplicidade, companheirismo, fidelidade e cumplicidade.
Pode representar também chegada de amor novo.

Casa 8 - Transformações
Sol na Casa 8 - Muito favorável para as transformações de vida, traz sucesso, vitória, clareza de idéias. Êxito.

Casa 9 – Espiritualidade
Sol na Casa 9 - Plenitude espiritual, iluminação, pureza de alma e grande proteção.

Casa 10 - Carreira
Sol na Casa 10 - Sucesso com alcance de objetivos e aumento de poder. Luz após as sombras.

Casa 11 – Projetos futuros/Sonhos/Aspirações.
Sol na Casa 11 - Brilho. Concretização de metas. Clareza de idéias e sucesso.

Casa 12 – Inconsciente
Sol na Casa 12 - É uma energia extremamente favorável no inconsciente, pois é nele que estão armazenadas as soluções de vida.Traz clareza de idéias, raciocínio rápido, pureza de sentimentos e transparência de atitudes com segurança.

Em sites de astrologia encontram-se as informações necessárias para se aprofundar neste método e fazer leituras completas.

Algumas abordagens pelas Casas Zodiacais:

  • Casa I – IDENTIDADE BÁSICA: Eu, personalidade, saúde geral, é o ascendente, indica as características externas de comportamento, temperamento, habilidades naturais. - Áries governa a cabeça, os hemisférios cerebrais, maxilar superior, os olhos, o rosto.
    • Casa II – VALORES PESSOAIS: Dinheiro, bens, segurança pessoal ligada às finanças, como você lida com o dinheiro, orientando as realizações econômicas, capacidade de ganhos, carinho do casal. - Touro governa a boca e a garganta, o pescoço, orelhas, paladar, laringe, glândula tireoide, maxilar inferior, veia jugular e faringe ...
    • Casa III – INTERAÇÃO E INTERCÂMBIOS: Comunicações, papo, flertes, amigos, cartas, telefonemas, pequenas viagens, irmãos, irmãs, primos, vizinhos, determina como você se relaciona com as pessoas mais chegadas, a forma que se conduz nos primeiros estudos e primeiros conhecimentos. - Gêmeos governa os membros, clavícula, omoplata, braços, mãos, dedos e pulmões, glândula timo, costelas superiores, traqueia, brônquios, sangue.
    • Casa IV – RAÍZES E VIDA PRIVADA: Lar, mãe, estrutura familiar, seu meio e suas coisas. Raízes raciais e culturais. Abrange as características emocionais mais profundas e diz respeito à atitude em relação à família, ao lar, à pátria e às raízes, conforto pessoal, propriedades, reputação. Câncer governa o estômago, funções digestivas, diafragma, mamas...
    • Casa V – EXALTAÇÃO E CRIATIVIDADE: Prazeres e diversões, talento, filhos e relacionamento com estes, jogos de azar, passeios, esportes, artes, namorados, casos amorosos, gravidez, memória, inteligência. Comportamento sexual. Leão governa coração, sistema circulatório, região dorsal da coluna...
    • Casa VI – ORGANIZAÇÃO E DIA A DIA: Rotina, trabalho, estudo, tios, empregados, animais, saúde, suas obrigações e dedicações.  Virgem governa os intestinos, região abdominal, tem forte influência no sistema nervoso, baço...
    • Casa VII – RELACIONAMENTOS E PARCERIAS: Tu, o outro, marido, noivo, namorado, parceiro, amante fixo, casamento, associações, sociedades, divórcios, inimigos declarados.  - Libra governa rins, bexiga, equilíbrio fisiológico, região lombar, coluna, pele, sistema vasomotor...
    • Casa VIII – RECICLAGEM E INVESTIMENTOS: Sexo, oculto, astral, magia, morte física, doenças, ganhos possíveis de heranças ou testamento, grandes transformação, magia, metamorfose. - Escorpião governa os órgãos genitais, aparelho excretor, uretra, cólon, ânus, bexiga, próstata, osso pubiano,ossos nasais...
    • Casa IX – FILOSOFIA E METAS DE VIDA: Espiritualidade, religião, o sentimento religioso, aspirações filosóficas, ideias, encontros importantes, assuntos legais, parentes não sanguíneos (cunhados e sogros), viagem longa – ao exterior, convicções religiosas, aprendizado através do auto-conhecimento. É a casa dos conhecimentos profundos, dos estudos filosóficos, éticos e metafísicos. - Sagitário governa as coxas, os músculos de uma maneira geral, o que rodeia os quadris, sacro e espinha, vértebra, fêmur, nervos ciático...
    • Casa X – STATUS E PROFISSÃO: Social, como se é visto socialmente, patrimônio, pai, carreiras, realização pessoal e profissional, seu lugar na sociedade, regimes, sucesso, fama. Determina a maneira como reagimos diante de uma autoridade ou qualquer pessoa que esteja em uma posição superior à nossa. O comportamento em relação ao pai, ao chefe, ao governante. - Capricórnio governa joelho, pele e ossos, juntas, articulações, cabelos...
    • Casa XI – AMIGOS E TRIBOS: Projetos futuros, amigos no geral, sonhos e desejos íntimos, esperanças, aspirações, metas e objetivos de vida, consciência política, atuação revolucionária. Associações, clubes, organizações de caridade e sindicatos. Aquário governa as pernas - dos joelhos para baixo – e os tornozelos...
    • Casa XII – SISTEMA DE FÉ: Área de sacrifício, hospitais, inimigos e situações ocultas, prisões reais e psíquicas, o inconsciente, os amores ocultos. As nossas avaliações mais profundas, é o lado adulto e nebuloso de nós mesmos, auto-anulação, tristezas, impedimentos à satisfação sexual. - Peixes governa os pés, dedos...


    Lucia



    Cartas e Destino - Hadés
    Transforme sua vida com o tarô – Ademir Barbosa Junior
    Taro Egípcio - Guia Prático na Mandala Astrológica.
    girafamania.com.br
    Imagem Google

    quinta-feira, 14 de julho de 2016

    sexta-feira, 8 de julho de 2016

    Tarô Místico – A Roda da Fortuna

    A Roda da Fortuna


    Este é o décimo Arcano Maior, o que retoma o movimento e dinamiza as situações. 
    É hora da virada, cujos significados trazem os conceitos de movimentação, evolução, retomada da vida. 
    A Roda renova as situações, fazendo quem experimenta sua presença ver exatamente o lado oposto daquilo que tem no presente.

    A Roda da Fortuna é uma imagem simbólica da vida, com seus altos e baixos, ela traz o conceito da impermanência. Com este Arcano, o que é bom não dura e o que é desagradável vai terminar. 
    Ele é uma emanação do Mago e sua passagem pela existência.

    A carta representa a evolução natural de uma pessoa, passando dos primeiros momentos de vida à velhice. A Roda marca cada momento de mudança que uma pessoa vai viver, são os diversos recomeços que se experimentam durante a vida.

    Nos quatro cantos desta carta podem ser vistos, com certa suavidade, os  quatro elementos representados: fogo, terra, ar e água, pois eles são os geradores e os mantenedores da existência. 
    Observe o número de aros que a roda tem, são nove — o número de etapas já superadas. 

    Numa interpretação objetiva e prática, a Roda significa movimentação, nada fica como está, há alternância de momentos bons e maus, é um momento de instabilidade. 

    Numa interpretação subjetiva, é a necessidade de aceitar a evolução das situações e mesmo que elas signifiquem uma perda temporária, faz parte do aprendizado. 

    Na caminhada espiritual, este Arcano representa uma reviravolta. Após concluir um ciclo, o caminhante espiritual recomeça sua busca, pois quer mais descobertas.

    • As Sete Palavras-Chave: movimento, instabilidade, altos e baixos, recomeço, sorte, elevação, riscos. 
    • No Amor: é um momento de incerteza, é preciso deixar passar o tempo para ver como é que fica. 
    • Na Saúde: o ponto mais delicado é a circulação. 
    • No Dinheiro: pode fazer uma aplicação na bolsa ou jogar; se a pessoa já tem dinheiro, vai perder; se está sem, vai ganhar. 
    • Aspecto Negativo: perda, excesso de agitação, não saber esperar, arriscar demais, incapacidade de reter aquilo que conquista.



    Lucia


    Extraído de:
    Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    Imagem:
    comprazen.com.br

    quarta-feira, 6 de julho de 2016

    terça-feira, 5 de julho de 2016

    sexta-feira, 1 de julho de 2016

    Tarô de Marselha — A Roda da Fortuna (Mudança)

    A Roda da Fortuna (Mudança)
    O Arcano dos Ciclos e da Natureza Caída.



    Descrição da simbologia — Décimo arcano do tarô. 
    Figurado pelo simbolismo geral da roda ou do círculo, representa o princípio de eterno movimento das forças cósmicas - micro e macro — que ninguém e nada pode deter. 
    Fatídica e irreversível, flutua sobre o caos oceânico. 
    A roda está presa a duas colunas por um eixo, cuja manivela movimenta duas efígies, uma de cada lado. À direita, Hermanubis — gênio das forças construtivas da existência — esforça-se para subir ao ponto mais elevado, enquanto, à esquerda, Tífon — gênio das forças destrutivas — é precipitado para baixo. O equilíbrio dessas forças contrárias de expansão representa o princípio de polaridade. No alto, a efígie imóvel é uma alusão ao mistério das coisas, ao destino — sorte ou fortuna — sempre pronto a impulsionar à direita ou à esquerda. 
    O simbolismo da roda através dos tempos é muito variado. Na antiga astrologia, significava a vida do espírito que nasce, evolui, desencarna e volta a nascer, num movimento sempre ascendente em direção ao infinito. Como o ciclo anual do sol, é condutora da evolução e do destino.

    Representação abstrata — A lei que rege a vida e a morte, o princípio de mudança segundo o qual nada é permanente. 
    O encadeamento de formas sucessivas e mecânicas ao qual o homem deve submeter-se, enquanto não superar as possibilidades materiais. Acontecimentos sobre os quais não se tem nenhuma influência. 
    Ascensão, supremacia, destino, elevação, bom augúrio, oportunidades; energia fecundadora, sagacidade, iniciativa, sorte, êxito. 

    No sentido negativo representa a incapacidade de aprender através dos próprios erros; disfunções, meios ilegítimos para alcançar posições elevadas, queda, inconstância, vantagens conseguidas através de adversidades.

    Interpretações divinatórias — Carta de movimento rápido, de alteração imediata. 
    Fim de um ciclo e começo de algo completamente novo. 

    No sentido imediato, é neutra, mas, no sentido mais amplo, é sempre benéfica. Desempenha o mesmo papel que o tarô de maneira geral, daí a necessidade de se interrogar as cartas vizinhas. 
    Uma alteração completa se revelará necessária e significativa para o consulente. A estabilidade atual do consulente será substituída no futuro, em consequência de acontecimentos que se manifestarão numa transformação de seu quadro habitual de vida: de seus sentimentos, de seus negócios etc.


    RESUMO: 

    Significado abstrato: evolução. 

    Significado prático: os acontecimentos na vida do consulente tendem a mudanças com resultado feliz. 

    Em posição invertida: mudanças ocorrerão, mas com dificuldade.

    Moral: Instabilidade, viagem amorosa e descoberta do amor. 

    Físico: Saúde frequentemente negligenciada. Natureza exuberante.


    Com as Cartas: 

    • Junto com O Mago, O Ermitão e a Papisa (todas as cartas na posição normal): bom augúrio. 
    • I (O Mago): Antes do Mago, ambas as cartas em posição normal: mudança para uma situação feliz, mas incerta. Após O Mago, ambas as cartas em posição normal: após vários fracassos, o consulente terá sucesso definitivo. 
    • II (A Grã Sacerdotisa): Antes da Papisa, ambas em posição normal: sucesso na ciência e nas artes. Após a Papisa, ambas normais: o consulente, ignorando até agora suas aptidões, terá o caminho aberto para avançar. 
    • V (O Sumo Sacerdote): Fique em casa temporariamente. 
    • IX (O Eremita): Seguida do Ermitão, ambas normais: mudança que ocorrerá como resultado do esclarecimento de um fato obscuro. Antes do Ermitão, ambas as cartas em posição normal: os acontecimentos triunfarão sobre os fatores ocultos, que não serão esclarecidos. 
    • VII (O Carro): Antes ou depois do Carro, ambas em posição normal: grande triunfo. 
    • XV (O Diabo): Seja cuidadoso com as especulações financeiras. Prazer sexual. 
    • XX (O Julgamento): Ajuda em progresso. Sorte financeira. 
    • XXI (O Mundo): Viagem bem sucedida. Sucesso. Promoção. 
    • O Louco: Certeza de perigo.




    Lucia


    Extraído de:
    Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Selos