sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Tarô Místico – O Imperador

O Imperador

Este é o quarto Arcano Maior, o que mostra o poder estável do reino material. 
O Imperador é um guerreiro conquistador, um governante absoluto. 
Ele tem coroa e cetro. Ao seu lado, deixa preparados para uso, em caso de necessidade, uma espada e um escudo. 
Ele está sentado em seu trono a administrar suas propriedades. 
É possível ver as terras e montanhas de seus domínios, que são vastos.

Sua figura representa aquilo que é permanente, a concretização dos esforços e o controle. Pode-se imaginar que alguém assim seja inflexível, duro e até um pouco insensível. 
No entanto, no plano material, ele transmite segurança, pois defende seus reinos com determinação. 
Nada em sua postura indica que pretende sair para novas conquistas, está feliz em cuidar do que já possui.

Numa interpretação objetiva e prática, o Imperador significa que tudo permanece estável, há controle, poder, concretização, realização. 

Numa interpretação subjetiva, este Arcano é uma representação da ligação forte com a matéria, por necessidade ou por vontade, deixando de lado os aspectos mais sensíveis da personalidade.

Na caminhada espiritual, o Imperador representa o momento em que, depois dos progressos iniciais, o viajante interrompe sua busca espiritual e quer conquistas materiais. Ele age desta forma por necessidade de se sentir seguro.

  • As Sete Palavras-Chave: poder, realização, controle, prosperidade, estabilidade, inflexibilidade, dureza. 
  • No Amor: é uma carta que indica compromisso, mas pode também ser assédio de um homem casado, ciúme e uma certa dominação. 
  • Na Saúde: os pontos fracos são os problemas nas articulações, a pressão alta, o estômago pode ter problemas porque come errado. 
  • No Dinheiro: tem, mas não gosta de gastar com os outros, ganha mais se trabalhar por conta, sem patrão. 
  • Aspecto Negativo: violência, atração por bebida, ciúmes, é radical e pode querer mandar em todos da família.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

2.000.000 de visualizações. Agradeço.

Caros leitores:

Meu blog alcançou mais de 2 milhões de visualizações, conta com 2.500 a 3.500 visualizações
diárias, o que me deixa muito feliz.




Minha maior satisfação é saber que os artigos que compartilho que tanto me agradam, despertam interesse em outras pessoas também.

E lá se vão 5 anos de existência do meu blog, parece que foi outro dia.
Ainda tenho o mesmo entusiasmo e motivação que me levaram a criar meu blog.
Poder "falar" abertamente, quebrar tabus e preconceitos desta seara de conhecimento.
Sem patronizar o tarot, sem engessar teorias, apenas sugerindo e incentivando a busca de conhecimento e aprendizado nas mais variadas fontes, das mais variadas formas.

Agradeço a todos pelas visitas, pelos comentários, pelos elogios, a todos que pude ajudar, orientar e esclarecer dúvidas.

Namastê
Lucia Macedo






sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Tarô de Marselha — O Imperador (Proteção)

O Imperador (Proteção)
O Arcano da Autoridade, da Paternidade e da Obediência.



Representação simbólica - Quarto arcano do tarô, O Imperador — organização, autoridade e poder — aparece sentado num trono no qual se destaca uma águia. 
O trono é uma pedra cúbica de ouro que representa a sublimação do princípio construtivo e material — a obra humana realizada. 
Tem na mão direita um cetro rematado pelo globo do mundo. 
A perna direita dobrada sobre a esquerda forma uma cruz — os quatro elementos, os quatro pontos cardeais — significando a expansão do poder humano em todas as direções. 
O capacete coroado é o emblema da conquista do poder. 
A possibilidade de culminação de sua autoridade é representada pelo cetro e pela águia. 
A predominância do vermelho é símbolo de atividade intensa. 
É o personagem que triunfou sobre as restrições físicas por meio do emprego inteligente de seus próprios recursos. 
Está relacionado às sociedades patriarcais guerreiras que sucederam as culturas agrícolas primitivas da Grande Mãe e é um descendente das representações do Pai. 
Introduz as leis humanas na sociedade e o princípio de transmissão hereditária do poder.

Representação abstrata — O poder que cria e se mantém — a organização imperativa de uma esfera da vida. 
Criação da vontade, não dos sentimentos; mais poder do que amor. 
Poder civilizador, apoio, estabilidade, proteção. Magnificência, energia, direito e rigor. Coragem, valor. 

No sentido negativo: dominação, tirania, autoritarismo. 

No sentido geral, expressa o quádruplo trabalho do espírito: afirmação, negação, discussão, solução.

Interpretações divinatórias — É uma carta unicamente material, cujos efeitos dependem das cartas que a acompanham. 
Indica fortes possibilidades de realizações no domínio material. Ação triunfante que pode servir de trampolim para uma grande realização. 
As modificações que sugere são provenientes de uma atividade inteligente acompanhada de uma autoridade. 

Pouco adaptada ao plano mental, manifesta-se como compreensão de acontecimentos materiais; bons servidores nesse sentido. 

O plano anímico não interessa ao Imperador. 

No plano físico, pode representar o encontro com um homem importante, forte aliado ou tirano inflexível. Promoção e apoio material em benefício do consulente ou dos que o rodeiam. Êxito na esfera material. 
Recomenda o combate para assegurar a realização da verdade e da justiça, a fim de realizar-se como ser humano. O espírito só consegue a liberdade se lutar contra as dificuldades da vida e triunfar sobre as circunstâncias.


RESUMO: 

Significado abstrato: a divisão do círculo (quadrantes). 

Significado prático: bem-estar e poder passageiros. 

Em posição invertida: perda de bem-estar e de autoridade.

Moral: Perseverança. Gentileza. Senso prático e popularidade. 

Físico: Indisposição física passageira, mas não séria. Tendência para excessos.


Com as Cartas: 

  • V (O Sumo Sacerdote): Triunfo sobre antagonismo. 
  • X (A Roda da Fortuna): Aumento da fortuna por mérito. 
  • XV (O Diabo): Sensualidade. Brigas. Ciúmes. 
  • XX (O Julgamento): Aperfeiçoamento inesperado. Recompensa. 
  • XXI (O Mundo): Talento. Astúcia. Nascimento de uma criança. Desejo de união. Paz temporária. Invertida junto ao Mundo em posição normal: queda decorrente do conflito de poder. 
  • O Louco: Displicência. Desperdício.



Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com



quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Leitura pela Mandala Astrológica com a Morte

A Mandala Astrológica também conhecida como Roda Zodiacal ou Astrológica, Tiragem Astrológica, Grande Jogo ... é um método fascinante.

Neste artigo mostra a interpretação de cada Arcano Maior em cada uma das doze Casas da Mandala Astrológica, de forma simplificada.

Sendo que, em uma leitura completa deste método, cada Casa aborda vários assuntos da vida do consulente e é possível obter mais informações usando também as casas derivadas, seus eixos, os quadrados, os triângulos e outros enfoques.


Pode-se fazer a leitura com um Arcano Maior por casa ou 1 Arcano Maior acompanhado de 1 ou 2 Arcanos Menores por casa que podem também ser interpretados segundo os decanatos.

A seguir 3 das várias maneiras (sugestões) de interpretação deste método, onde o tema das casas tem um significado peculiar para cada autor.


 A Morte em cada Casa da Mandala Astrológica




Sugestão de interpretação 1:

Casa I - Representa o consulente, o seu físico, as possibilidades energéticas, o seu poder de vida e o que lhe foi legado pelos ascendentes. 
Morte na Casa 1 - Fim de um período da vida do consulente. Algo desaparece. Em alguns casos, por ação reflexa sobre a Casa VII, fim da vida conjugal ou risco de divórcio.

Casa II - Os bens, a banca, o crédito concedido, os movimentos de fundos, o dinheiro. A vida financeira do consulente, o que pode esperar de novo nesse domínio.
Morte na Casa 2 -  Crise possível nos lucros. As entradas de dinheiro podem ser diferidas ou suprimidas. Com cartas boas, dom, legados ou herança.

Casa III - A inteligência e o ambiente do consulente. O que vai acontecer no seu próprio círculo; as pequenas viagens, a vida cotidiana. Os escritos, os livros, as cartas, o carteiro, as mensagens. Os irmãos.
Morte na Casa 3 - Risco numa pequena viagem, deslocação. Desfavorável aos irmãos. Alterações nas relações com o circulo habitual.

Casa IV - O lar do consulente, a sua família. Seu pai (se é um homem que consulta). Sua mãe (se é uma mulher que interroga o destino). O patrimônio, todas as questões imobiliárias em curso ou novas. O dinheiro tirado dos escritos.
Morte na Casa 4 - Risco de falecimento (com cartas más) ou de modificação brutal da vida familiar, do lar, para os pais, etc. Algumas vezes, mudança de residência, emigração.

Casa V - Os amores do consulente, eventualmente, os filhos, as suas criações, o ensino, o que ama, o teatro, o cinema, as férias.
Morte na Casa 5 - Fim de um amor. Ruptura. Com cartas más, a saúde dos filhos pode estar em causa. 

Casa VI - O trabalho, a saúde, a servidão, as pequenas doenças, tudo o que se reveste de um sentido de obrigação, mas também de dedicação. Os servidores, auxiliares, o pessoal doméstico.
Morte na Casa 6 - Fim de uma época da vida profissional ou de determinado trabalho. Período de fadiga, abatimento, esgotamento.

Casa VII - O cônjuge, a vida conjugal, as relações matrimoniais, eventualmente, o divórcio, as associações, os contratos. 
Morte na Casa 7 - Desfavorável para a vida conjugal. Tendência a uma ruptura ou crise. Saúde do cônjuge pode dar origem a inquietações. Ameaças de ruptura para noivos.

Casa VIII - A morte (num sentido de transformação e de metamorfose); é também o crescimento, os capitais, a magia, a iniciação e a sexualidade. O dote.
Morte na Casa 8 - Pode resgatar capitais, mas pode também significar entrada de dinheiro em consequências de uma aflição (por exemplo, herança).

Casa IX - A filosofia, a evolução espiritual, os sonhos, a religião, o estrangeiro, as grandes viagens, o ensino (particularmente com a Casa V, mas aqui num sentido mais esotérico), as altas faculdades do espírito, as ciências ocultas. A justiça, os processos, seu resultado.
Morte na Casa 9 -  Pode surgir uma fatalidade no estrangeiro (quebra de contrato, de ligação com uma estrangeira, por exemplo). Geralmente, são dificuldades que exigem a sanção da justiça.

Casa X - Os pontos mais altos da carreira, a maturidade, o destino, as honras, os fatos determinantes, os atos.
Morte na Casa 10 -  Um fato vai acontecer de modo brutal, na vida do consulente, implicando uma alteração a curto prazo. Fim de um ciclo.

Casa XI - Os amigos, a publicidade, a política, os desejos ou aspirações, os projetos, a vida social, as relações.
Morte na Casa 11 - Fim de um período da vida amigável ou social. Ruptura com amigos. Os projetos podem ser perturbados pela morte de um conhecido.

Casa XII - O inconsciente, o que está oculto, os amores secretos. As doenças graves, os hospitais, as casas de repouso, as prisões, o crime.
Morte na Casa 12 - Risco de operação ou doença. Também pode assinalar suspensão do trabalho por causa da saúde.


Sugestão de interpretação 2:


Casa 1 (Áries) - Refere-se ao caráter do consulente, a seu temperamento, à sua personalidade e à sua aparência física.
Morte na Casa 1 - Tristezas, atrasos, renovações, desligamentos. 

Casa 2 (Touro) - Refere-se a fontes de renda, do dinheiro, dos bens e das finanças, bem como de bens adquiridos, do comércio e da morte do cônjuge (se houver).
Morte na Casa 2 - Finanças em crise. Pressões e obrigações inquietam. Grandes gastos. Contratos rompidos ou não renovados.

Casa 3 (Gêmeos) - Refere-se a parentes (irmãos, primos, etc.), a viagens curtas, a livros e cartas, a mudanças de residência, à vizinhança e aos meios de comunicação.
Morte na Casa 3 - Brigas. Rupturas com irmãos ou outros parentes. Separação. Notícia ruim. Afastamento.

Casa 4  (Câncer) - Refere-se ao lar, aos pais e ao patrimônio da família (sobretudo aos imóveis).
Morte na Casa 4 - Doenças na família. Transformação, ruptura em família. Dar um basta à situação.

Casa 5 (Leão) - Refere-se a afeição instintiva, de namoros, da vida social, do lazer, dos pequenos amores, de negócios arriscados, de relações internacionais, escolas e especulações.
Morte na Casa 5 - Separação. Afastamento. Divórcio. Sofrimento.

Casa 6 (Virgem) - Refere-se ao trabalho, as obrigações, a saúde, o bem estar-físico, aos animais domésticos.
Morte na Casa 6 - Fim de período profissional. Mudanças radicais. Aposentadoria ou perda de emprego. Atenção à fadiga e aos ferimentos.

Casa 7 (Libra) - Refere-se aos relacionamentos íntimos, ao cônjuge (se houver) e às associações comerciais, aos inimigos declarados e a processos.
Morte na Casa 7 -  Lágrimas, separação, sofrimento. Rompimento de sociedade. Parceiro passa por situação ruim.

Casa 8 (Escorpião) - Refere-se a sexualidade, a morte, as mudanças, os grandes negócios, as heranças, os testamentos e os legados.
Morte na Casa 8 - Luto. Medo do sexo. Atenção as doenças ditas incuráveis. Dinheiro por herança.

Casa 9 (Sagitário) - Refere-se a viagens longas, o estrangeiro, línguas, justiça, processos, estudo superior, evolução espiritual, filosofia, espiritualidade e/ou religião.
Morte na Casa 9 - Fé. Renascimento interior.

Casa 10 (Capricórnio) - Refere-se ao destino, às honrarias, às aspirações e ao prestígio social, bem como à mãe ou à sogra do consulente.
Morte na Casa 10 - A morte como renovação. Luto em família. A morte libera de lutas e dificuldades.

Casa 11 (Aquário) - Refere-se à vida social, dos amigos, da política, da diplomacia, dos benfeitores, de projetos, de esperança e de paz.
Morte na Casa 11 - Fim de amizades. O desapego cria lugar para pessoas novas. 

Casa 12 (Peixes) - Refere-se a isolamentos, obstáculos, doenças graves, prisão, provações, amores secretos. Ao inconsciente, inimigos ocultos, às aflições, a processos criminais, à miséria. Conhecida como "inferno do zodíaco". 
Morte na Casa 12 - Sofrimento e agonia, isto é, a libertação por meio da morte (não necessariamente física) e do renascimento para uma nova vida. Operações ou doenças. 

Carta 13 (colocada no centro da Mandala) 
Síntese - Conclusão da leitura. 
Morte na Casa Central - Pede abandono do passado para se viver o presente e o futuro. 


Sugestão de interpretação 3:

Casa 1 - Consulente/Momento Presente
Morte na Casa 1 - Espiritualizada e muito responsável. Está num momento de renovação e término necessário de um ciclo partindo para uma nova etapa de vida.

Casa 2 - Dinheiro
Morte na Casa 2 - Encerra definitivamente um ciclo ligado a finanças. Novos horizontes.

Casa 3 - Comunicação
Morte na Casa 3 - Fim de ciclo e início de outro. Promete novas amizades, novos amigos  e interagir com novos grupos de pessoas.

Casa 4 – Lar/Família
Morte na Casa 4 - Encerramento de ciclo, transformações familiares com renascimento.

Casa 5 – Talento/Criatividade
Morte na Casa 5 - Final de um ciclo e início de outro, poderá ocorrer mudança de atividade ou desenvolver uma atividade paralela. Pode significar também  mudança de área de atuação.

Casa 6 – Trabalho
Morte na Casa 6 - Encerramento de ciclo. Pode significar mudança de emprego ou promoção.Não está descartada a possibilidade de mudar de profissão.

Casa 7 – Casamento/Sociedades
Morte na Casa 7 - Encerramento de ciclo com renascimento na área afetiva em bases mais sólida.

Casa 8 - Transformações
Morte na Casa 8 - Renascimento. Fim necessário e natural de um momento de vida para início de outro.

Casa 9 – Espiritualidade
Morte na Casa 9 - Paranormalidade. Deixa para traz velhos padrões e crenças. Evolução.
Tem forte intuição trazida de vidas passadas. Paranormalidade.

Casa 10 - Carreira
Morte na Casa 10 - Final de ciclo em carreira. Pode significar mudança de ramo de atividade ou melhora significativa na área que atua.

Casa 11 – Projetos futuros/Sonhos/Aspirações.
Morte na Casa 11 - Fim de ciclo. Rever planos com novas bases para futuro.

Casa 12 – Inconsciente
Morte na Casa 12 - Encerramento de ciclo de dentro para fora. Tipo: Chega!


Em sites de astrologia encontram-se as informações necessárias para se aprofundar neste método e fazer leituras completas.

Algumas abordagens pelas Casas Zodiacais:

  • Casa I – IDENTIDADE BÁSICA: Eu, personalidade, saúde geral, é o ascendente, indica as características externas de comportamento, temperamento, habilidades naturais. - Áries governa a cabeça, os hemisférios cerebrais, maxilar superior, os olhos, o rosto.
    • Casa II – VALORES PESSOAIS: Dinheiro, bens, segurança pessoal ligada às finanças, como você lida com o dinheiro, orientando as realizações econômicas, capacidade de ganhos, carinho do casal. - Touro governa a boca e a garganta, o pescoço, orelhas, paladar, laringe, glândula tireoide, maxilar inferior, veia jugular e faringe ...
    • Casa III – INTERAÇÃO E INTERCÂMBIOS: Comunicações, papo, flertes, amigos, cartas, telefonemas, pequenas viagens, irmãos, irmãs, primos, vizinhos, determina como você se relaciona com as pessoas mais chegadas, a forma que se conduz nos primeiros estudos e primeiros conhecimentos. - Gêmeos governa os membros, clavícula, omoplata, braços, mãos, dedos e pulmões, glândula timo, costelas superiores, traqueia, brônquios, sangue.
    • Casa IV – RAÍZES E VIDA PRIVADA: Lar, mãe, estrutura familiar, seu meio e suas coisas. Raízes raciais e culturais. Abrange as características emocionais mais profundas e diz respeito à atitude em relação à família, ao lar, à pátria e às raízes, conforto pessoal, propriedades, reputação. Câncer governa o estômago, funções digestivas, diafragma, mamas...
    • Casa V – EXALTAÇÃO E CRIATIVIDADE: Prazeres e diversões, talento, filhos e relacionamento com estes, jogos de azar, passeios, esportes, artes, namorados, casos amorosos, gravidez, memória, inteligência. Comportamento sexual. Leão governa coração, sistema circulatório, região dorsal da coluna...
    • Casa VI – ORGANIZAÇÃO E DIA A DIA: Rotina, trabalho, estudo, tios, empregados, animais, saúde, suas obrigações e dedicações.  Virgem governa os intestinos, região abdominal, tem forte influência no sistema nervoso, baço...
    • Casa VII – RELACIONAMENTOS E PARCERIAS: Tu, o outro, marido, noivo, namorado, parceiro, amante fixo, casamento, associações, sociedades, divórcios, inimigos declarados.  - Libra governa rins, bexiga, equilíbrio fisiológico, região lombar, coluna, pele, sistema vasomotor...
    • Casa VIII – RECICLAGEM E INVESTIMENTOS: Sexo, oculto, astral, magia, morte física, doenças, ganhos possíveis de heranças ou testamento, grandes transformação, magia, metamorfose. - Escorpião governa os órgãos genitais, aparelho excretor, uretra, cólon, ânus, bexiga, próstata, osso pubiano,ossos nasais...
    • Casa IX – FILOSOFIA E METAS DE VIDA: Espiritualidade, religião, o sentimento religioso, aspirações filosóficas, ideias, encontros importantes, assuntos legais, parentes não sanguíneos (cunhados e sogros), viagem longa – ao exterior, convicções religiosas, aprendizado através do auto-conhecimento. É a casa dos conhecimentos profundos, dos estudos filosóficos, éticos e metafísicos. - Sagitário governa as coxas, os músculos de uma maneira geral, o que rodeia os quadris, sacro e espinha, vértebra, fêmur, nervos ciático...
    • Casa X – STATUS E PROFISSÃO: Social, como se é visto socialmente, patrimônio, pai, carreiras, realização pessoal e profissional, seu lugar na sociedade, regimes, sucesso, fama. Determina a maneira como reagimos diante de uma autoridade ou qualquer pessoa que esteja em uma posição superior à nossa. O comportamento em relação ao pai, ao chefe, ao governante. - Capricórnio governa joelho, pele e ossos, juntas, articulações, cabelos...
    • Casa XI – AMIGOS E TRIBOS: Projetos futuros, amigos no geral, sonhos e desejos íntimos, esperanças, aspirações, metas e objetivos de vida, consciência política, atuação revolucionária. Associações, clubes, organizações de caridade e sindicatos. Aquário governa as pernas - dos joelhos para baixo – e os tornozelos...
    • Casa XII – SISTEMA DE FÉ: Área de sacrifício, hospitais, inimigos e situações ocultas, prisões reais e psíquicas, o inconsciente, os amores ocultos. As nossas avaliações mais profundas, é o lado adulto e nebuloso de nós mesmos, auto-anulação, tristezas, impedimentos à satisfação sexual. - Peixes governa os pés, dedos...


    Lucia






    Cartas e Destino - Hadés

    Transforme sua vida com o tarô – Ademir Barbosa Junior

    Taro Egípcio - Guia Prático na Mandala Astrológica.

    girafamania.com.br
    Imagem Google

    quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

    terça-feira, 12 de janeiro de 2016

    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

    Tarô dos Orixás – Imperatriz / Iemanjá

    Imperatriz / Iemanjá



    É a Grande Mãe, o Oceano que origina tudo. 
    De seu ventre saíram todos os orixás, de seus seios correm os rios que fertilizam a terra.
    Como toda matriarca, é benevolente e preocupada com o bem-estar de todos, mas exerce uma autoridade sub-reptícia (Sub-reptício — 1. Feito às ocultas; furtivo. 2. Obtido por meio de sub-repção, ilicitamente; fraudulento), mais pela astúcia que pela força. 
    Iemanjá é a Imperatriz fecunda e resoluta, totalmente aberta à criatividade.

    Quando um dilema bloqueia o caminho, ela avalia com precisão todas as possibilidades, escolhe o melhor modo de usar seus recursos e resolve tudo de modo conciliador.

    Pode ser que ela ainda esteja meio confusa, com o excesso de elementos brotando ao mesmo tempo, mas o importante é que as coisas começam a tomar forma e as soluções começam a aparecer. 
    Tudo está melhor arrumado, interna e externamente, para agir; mas se o espírito de luta se tornar gosto pelo poder, ela usará todos os seus recursos para dominar em vez de produzir.



    Lucia


    Extraído de:
    Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

    Destino e Tarô: Symbolon - O Ego

    Destino e Tarô: Symbolon - O Ego: 5 - O Ego Astrologicamente :  Signo: Leão, Sol Significado:   Poder, desejo, ser único, a glória, a fertilidade, a criatividade, a ...


    terça-feira, 5 de janeiro de 2016

    sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

    Download Livros

    Baixar arquivos



    Ultima atualização e verificação em 27/12/2016, todos os links funcionando.



    Links

    Tarô Místico – A Imperatriz

    A Imperatriz


    É o terceiro Arcano Maior, o que mostra o poder da beleza e da riqueza. 
    A Imperatriz é um Arcano de realização, tanto que possui em sua mão esquerda o cetro do poder. 
    Mas ela também possui um escudo para se proteger, pois confia em poucos.
    É uma mulher que cuida da aparência e guarda suas posses, pode ser uma esposa ou uma amante. 
    Na carta, a Imperatriz está grávida e, ainda que isso lhe custe a liberdade, ela prepara algo para o futuro, pois é alguém que não se acomoda com o presente. 
    A gravidez simboliza que há uma preparação, é um processo que ainda não está concluído.

    O reino da Imperatriz é a razão e a comunicação. 
    Ela não aceita seguir só a intuição e a emoção, que já possui, por isso tem a Lua aos pés, subjugada à sua vontade. 
    Há nela um pouco de arrogância ou orgulho pelo que já conquistou.

    A serpente e o baú de joias representam respectivamente a sabedoria aplicada aos assuntos práticos e a riqueza acumulada.

    Numa interpretação objetiva e prática, a Imperatriz significa ganhos, gastos e dívidas, cuidados com a beleza, gravidez fora de hora, desconfiança. 

    Numa interpretação subjetiva, a Imperatriz representa a hora em que a pessoa precisa deixar de lado o coração, fazendo uso da razão, para comunicar suas decisões. 

    No caminho espiritual, este Arcano indica o ponto da jornada no qual os assuntos materiais podem se sobrepor aos anseios da alma, forçando o caminhante a cuidar de assuntos práticos antes de poder das continuidade à sua caminhada.

    • As Sete Palavras-Chave: razão, comunicação, preservação, dívidas, aparências, desconfiança, gravidez indesejada. 
    • No Amor: atrai e prende quem deseja, mas não é feliz se não deixar o outro livre. 
    • Na Saúde: sistema nervoso frágil, depressão, tratamento estético, falta de repouso. 
    • No Dinheiro: é certeza de receber dinheiro, mas pode gastar tudo por impulso ou em futilidades, quem sabe, fará dívidas. 
    • Aspecto Negativo: ganância, egoísmo, depressão, gastos excessivos, vaidade, sedução.



    Lucia


    Extraído de:
    Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

    Fonte primordial:
    hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

    Imagem:
    comprazen.com.br
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Selos