sexta-feira, 30 de maio de 2014

Método: Vidas Passadas - Explicação da Leitura - Parte 4

 Leitura da Reencarnação.
Um estudo completo deste método, dividido em 4 partes.
É possível averiguar o país, os anos, as experiências vividas e o Karma.


Antes de começar, separemos os Arcanos Maiores dos Menores. 

A seguir, pegamos os Arcanos Maiores e depois de embaralhar separamos as sete primeiras cartas e adicionaremos aos Arcanos Menores, resultando 56 (Arcanos Menores) + 7 (Arcanos Maiores) = 63 cartas; sobrará 15 Arcanos Maiores, que serão reservados para o final. 

Depois de embaralhar esse monte de 63 cartas, dispomos em quatro fileiras de sete cartas cada um. 

Por último, os 15 Arcanos Maiores reservados são embaralhados e são colocados em uma fila de sete cartas abaixo das outras quatro fileiras, resultando assim cinco fileiras de sete cartas cada um.

POSIÇÕES
  • Primeira fileira: As quatro primeiras cartas indicam o país onde nasceu o consulente e a época em que ocorreu. A totalidade da fileira reflete desde o nascimento até os 20 anos. 
  • Segunda fileira: Reflete desde os 21 até os 30 anos. 
  • Terceira fileira: Reflete desde os 31 até os 40 anos. 
  • Quarta fileira: Reflete desde os 41 até os 50 anos. 
  • Quinta fileira: Composta somente por Arcanos Maiores, explica se há karma ou se existe uma linha de evolução neutra.
Disposição das Cartas

Os Arcanos Maiores têm uma valorização global em seu significado adivinhatório, portanto, na reencarnação, onde é preciso extrapolar as nuances de situações específicas, os Arcanos Maiores respondem a evolução e karma do consulente.

Também refletem o fim de sua existência na vida passada, tendo em conta o seguinte:
  • Um Arcano Maior: Significa começo de uma doença considerável.
  • Dois Arcanos Maiores: Significam doença grave.
  • Três Arcanos Maiores: Significam a morte. Sempre e quando se encontram juntos.

EXEMPLO PRÁTICO

*Lê-se as cartas na sequência. Atenção especial para as 4 primeiras cartas da 1ª fileira que mostram a época e local da vida passada.


Primeira fileira: Até os 20 anos.


A primeira carta é Ouros, indica continente da América.
É a número 4, Sudeste dos Estados Unidos, Guiana.

Para calcular os anos se olham as primeiras quatro cartas:

GRUPO A (Espadas/Paus)
GRUPO B (Copas/Ouros)

4 de Ouros = 35 anos
6 de Paus =              70 anos
8 de Copas = 25 anos 

1 de Ouros = 35 anos
Soma = 70 anos
 Soma = 95 anos

*Grupo A e B se subtraem. ( 95 -70 = 25 anos atrás )
*Se a diferença da subtração é inferior a cem anos, em vez de subtrair, somam-se os anos.


Então:
95 anos + 70 anos = 165 anos atrás 
 Agora sabemos que a 165 anos atrás, em 1849, o consulente nasceu no Sudeste dos Estados Unidos ou em Guiana.

Quatro de Ouros

  • Significado divinatório: O consulente é avarento consigo mesmo e com os demais; não faz nada para ajudar os outros, mesmo que lhe peçam. Vive sozinho, sentindo-se mais do que os outros; não acredita em nada e nem em ninguém. Pensa que cada um tem o que merece.
  • Interpretação: Na infância o consulente esteve isolado de sua família e das pessoas. Não deu e nem recebeu nenhuma afeição.

Seis de Paus 

  • Significado divinatório: Lutas para melhoria. Acordos comerciais que trarão fortuna, mas também muito trabalho. É o momento de assumir riscos, o consulente crê que ganhará. Siga o seu próprio julgamento e ele o levará à vitória. Compra de uma grande casa para melhorar, mas apenas a manterá através de grande esforço. O esforço para ser aceito em um nível social mais elevado é a principal causa de seus apuros financeiros (as aparências o obrigam). 
  • Interpretação: Um menino teve que trabalhar muito, mas valeu a pena e tomou uma decisão para melhorar no futuro.

Oito de Copas
  • Significado divinatório: Prosperidade, felicidade, dinheiro. Recebeu a recompensa por todos os esforços e angústias.A partir de agora a felicidade vem sozinha. É a vitória merecida, a justa recompensa. Será o fim de uma dívida de karma, o que permitirá o consulente a ser mais feliz a partir desse momento.
  • Interpretação: A decisão foi certa e obteve mais dinheiro, desse modo começou a ser feliz após as penalidades.
Ás de Ouros
  • Significado divinatório: Apaixonar-se vendo a conveniência econômica ou o início de um negócio importante para mediar influências. O amor é um simples melhora social, é vivido como um negócio. Os meios não importam, o único realmente importante é o objetivo.
  • Interpretação: Devido à melhora econômica procurou um amor a sua medida, para obter maiores benefícios econômicos.
Dois de Espadas 

  • Significado divinatório: Conflitos econômicos que acarretaram um mal estar amargo para aqueles que o rodeiam. A necessidade e a depressão falam de lamentações intermináveis​​. A inação traz o caos. O bloqueio mental é absoluto e a unica coisa que podem fazer os que lhe amam é ajudar.
  • Interpretação: Houve um momento de perdas econômicas que trouxeram discussões com o companheiro, pois não o amava (apenas se casou por dinheiro).
Nove de Espadas
  • Significado divinatório: Prisão por fraude ou morte. É a punição por um crime cometido. A lei exerce o seu poder. O consulente não tem defesa, é realmente culpado. Há um conhecimento de suas falhas e está disposto a saldar os seus delitos
  • Interpretação: Neste caso, não é a morte, já que não acompanha três Arcanos Maiores seguidos, portanto, foi preso por negócios ilegais.
Ás de Copas 
  • Significado divinatório: Apaixonar-se por uma pessoa íntegra. Felicidade e esperança. O consulente deseja estabelecer uma família e ter filhos. Está feliz e alheio às provações da vida. Acredita e confia em quem ama. É ingênuo e feliz. 
  • Interpretação: Ao sair da prisão o consulente se apaixonou de verdade e quis formar uma família. Tem agora 20 anos.
Segunda fileira: Até os 30 anos

Seis de Ouros
  • Significado divinatório: Uma herança é obtida e é repartida com todos: familiares, amigos ... Causa críticas injustas, porque nada estará de acordo e todos têm a oportunidade de opinar. No entanto, o consulente irá distribuir a herança como achar conveniente. 
  • Interpretação: Este amor proporcionou uma herança que o fez prosperar, e ainda assim as críticas sociais sobre si se é ou não um oportunista não foram muitas.
Sete de Paus

  • Significado divinatório: Negócios de família por interesse. Qualquer situação é possível atingir a meta. A elegância não existe, não é necessária. O consulente persegue um objetivo e utiliza a sua família para alcançado. Se orgulha de seu poder, se sente forte e invencível. 
  • Interpretação: Realizou um negócio para prosperar economicamente. O consulente tem um objetivo muito específico: o sucesso.

Nove de Copas 
  • Significado divinatório: Nascimento de um filho não desejado. É chegado o final por não ter encontrado uma solução com garantias mínimas para a vida do consulente ou qualquer situação de conflito que ameaça a sua felicidade. 
  • Interpretação: Teve um filho não desejado porque a situação econômica não era adequada e, além disso, para lutar é melhor não ter responsabilidades. O consulente sabe que, neste momento, outro problema seria fatal em sua vida.

Dois de Ouros 
  • Significado divinatório: Dinheiro, prosperidade, amizades que trazem boa sorte no campo da diplomacia (reuniões onde se pode ser considerado um líder). As honras, os favores, a riqueza, a opulência, o poder ao alcance das mãos. Basta toma-los, mas paga-se um preço elevado. 
  • Interpretação: É hora de colher os benefícios econômicos, a sorte o favorece. Já tem tudo o que queria.

Três de Espadas 
  • Significado divinatório: Mudando de cidade. Separação da família e dos amigos. É uma separação dolorosa que trouxe grandes conflitos. Representa a desaprovação de todos os atos (família, amor, amigos). Significa começar de novo e esperar o fim para ver se valeu a pena. 
  • Interpretação: O consulente tomou a decisão de deixar a sua família para ir para outra cidade iniciar um negócio. Sua família desaprova, mas sua ambição é maior.
Dez de Espadas 
  • Significado divinatório: Solidão, tristeza. Se colhe o que se plantou. O consulente está ciente de que sua solidão é a punição merecida por não pensar nos outros. Se sente perdido e quer morrer. Não tem nada, nem ninguém. 
  • Interpretação: A mudança foi um fracasso. Ainda pior é que está sozinho.
Dois de Copas 

  • Significado divinatório: Casamento, amor, estabelecimento das bases para uma família. União baseada no amor. Feito com a aprovação de todos. Ao novo parceiro não falta nada, nem dinheiro, nem casa e nem emprego. Tudo é perfeito. 
  • Interpretação: Ele tem 30 anos, e decidiu voltar para a sua família, com a promessa de ter sido castigado e que ficará sempre com eles.


Terceira fileira: Até os 40 anos




Sete de Ouros 

  • Significado divinatório: Avareza sem limites, a família padece de escassez  por causa do consulente. Sem piedade, amor nem fé. Só ego e orgulho, crueldade e abuso de poder. Representa a tirania do invencível e acredita que o seu reino não tem fim. 
  • Interpretação: O consulente não cumpriu sua palavra, foi mesquinho com a família e usou-a sem piedade. Seu orgulho o torna cruel.
Oito de Paus 
  • Significado divinatório: Viagem instrutiva que leva à solução de problemas. Envolve a valorização das coisas que o cercam. Descobrir o leal e ver o traidor. Deter a ruína. Tomar decisões práticas que dão estabilidade econômica e moral ao consulente. O esforço é vital para salvar a situação. 
  • Interpretação: O consulente viajou para ver os seus bens e descobriu quem o roubava; graças a isso voltou a ter prosperidade econômica.

Dez de Copas 
  • Significado divinatório: Muitos filhos. A família unida. Entendimento entre todos. A ajuda (o clã). Não existem as decisões pessoais, só as familiares: todos participam com igual responsabilidade. Os filhos herdarão o lugar familiar ocupado pelo pai ou pela mãe.
  • Interpretação: Após a melhora econômica, também melhorou o entorno familiar, chegaram mais filhos e todos estão unidos.

Três de Ouros 
  • Significado divinatório: Construção de coisas bonitas. Amigos, amor (uma pessoa que chega), prosperidade,  família. A arte. O sujeito está em uma época construtiva onde tudo que ele faz tem um reflexo positivo. A sorte o acompanha, está em um bom momento. 
  • Interpretação: O consulente é feliz e começa a preocupar-se com a arte e o intelecto. A boa sorte está com ele.
Quatro de Espadas 

  • Significado divinatório: Depois da tempestade vem a bonança. O consulente retorna ao seu país de origem ou bem retorna à família, considerando-a como elemento importante. É o encontro com o passado, a esperança de recuperar parte do que foi deixado no caminho, confortando-se com a própria verdade. 
  • Interpretação: O consulente procurou encontrar-se com a sua família de origem (pais, irmãos), buscando em suas raízes sua própria verdade .
Cinco de Espadas 
  • Significado divinatório: Guerra ou destruição. É um momento de grande dificuldade em que pouca coisa será salva. Uma cruel batalha física e mental. Não se volta a ser a mesma pessoa. A vida será diferente e o consulente também.
  • Interpretação: O consulente sente a espreita da ameaça e a vingança sobre si. Grandes conflitos e desgraças desviam o curso da sua vida.
Três de Copas 
  • Significado divinatório: Fim de mal-entendidos. Situação gloriosa e feliz, onde o consulente está em harmonia com suas realizações; reunião ou união com a família. Superada as dificuldades, a alegria é compartilhada com os que amam. Estado de felicidade. 
  • Interpretação: O consulente se reuniu com o seu parceiro e filhos, está feliz porque se livrou dos fantasmas do passado. Já tem 40 anos.


Quarta fileira: Até os 50 anos ou mais.




Oito de Ouros
  • Significado divinatório: Compra de uma casa. Há riqueza e a casa é apenas um sinal exterior da mesma. É o símbolo da vitória. Representa um alto nível social. Se encontra com uma nova vida, onde outros amigos aparecem em um mundo de grandes diferenças sociais. 
  • Interpretação: Compra uma casa como elemento familiar indispensável. É o símbolo.

Nove de Paus
  • Significado divinatório: Compra de um veículo (carruagem, bicicleta ou carro), símbolo de prosperidade e inovação. Representa o consulente moderno em sua época de ideias avançadas e elevado status social. É época feliz em que a riqueza material é compartilhada.
  • Interpretação: A compra de um veículo abriu a mente para a prosperidade e as  mudanças sociais, o consulente quer ser inovador e gosta de conforto.
Cinco de Copas 
  • Significado divinatório: Operação econômica perigosa, risco. Amigo que não ajuda. Perigo. Amor que engana, infidelidade. A traição nos acompanha, o sabemos, a sentimos, mas queremos ignorá-la enquanto podemos. Ao final a bomba vai explodirá. 
  • Interpretação: Houve uma operação econômica perigosa por causa de alguém que traiu o consulente, mas ele o descobrirá.
Cinco de Ouros
  • Significado divinatório: Representa o prazer de possuir e desfrutar de amor, o dinheiro e os amigos. Anuncie uma longa viagem para visitar as posses. Se vive com alegria e paz, mas é um momento em que são necessárias emoções. 
  • Interpretação: O consulente, depois da decepção, visitou seus bens em busca de novas emoções que o fizeram esquecer o passado. 
Pajem de Espadas 

  • Significado divinatório: Homem ou mulher dependente da herança familiar para poder fazer o que quer. Seus projetos costumam ser bastante diferentes do que a família supõem. Planejador, aparentemente submisso, é vingativo e pode ser cruel. No entanto, procura não fazer inimigos nem criar situações em que esteja envolvido o orgulho, porque é orgulhoso, mas não vaidoso 
  • Interpretação: O consulente teve um filho ou filha que não é como ele pensa, nem seus planos correspondem com os do pai.
Rainha de Espadas

  • Significado divinatório: Mulher conflituosa cujo senso de lei está sujeito a seus termos. Costuma ser milionária, mas não generosa. Tem problemas com os seus vizinhos e não tem amigos. Utiliza sua misteriosa habilidade para relacionar-se com as pessoas que lhe interessam. Sua imagem é a de uma pessoa austera e justa. Sempre pretende ser justa, mas é inflexível e pode chegar aos extremos mais obscuros. 
  • Interpretação: Existiu outro filho ou filha que também queria fazer a sua vontade disfarçando-se de pessoa justa, mas na realidade era tirânico. 
Quatro de Copas 

  • Significado divinatório: O consulente está em paz, mas insatisfeito, nem prejudica nem beneficia. Não há saídas, desejos nem futuro. Os ideais precisam ser renovados, devem buscar outros incentivos que o motivem. Significa que está deixando arrastar-se pela vida, porque não há esperança ou sonho. 
  • Interpretação: O consulente está no final de sua vida, e não é mais senhor de seu destino, não decide. Manda seus filhos.


Conclusão:

O consultor nasceu nos Estados Unidos, mais especificamente na Guiana ou a sudeste dos Estados Unidos 165 anos atrás. Durante sua infância viveu na pobreza e solidão, e teve que trabalhar muito duro para sobreviver.

Ambicioso, conseguiu acumular uma pequena fortuna e procurou o amor de uma mulher rica, mas perdeu seu capital em assuntos ilegais e foi preso.

Quando saiu da prisão, se apaixonou e lutou para ser rico. Chegou um filho que não se desejava por crer que seria um obstáculo, mas apesar disso triunfou.

Quando conseguiu o que queria decide buscar fortuna no exterior, embora isso represente a perda de sua família, pois só conta sua ambição.

Fracassa e retorna, mas o orgulho ferido que, por que tal fracasso, se amargure. Ressurgiu ao descobrir quem o estava prejudicando e chegam os momentos felizes. Um dia descobriu um amigo que o enganava e a partir desse momento só quer esquecer.

Tornou-se  velho e seus filhos não são o que ele queria. Morreu insatisfeito.


Quinta fileira: Cálculo do Karma



Para calcular o karma, devemos considerar que a vida atual é o obstáculo a ser superado para evoluir e, também, para superar o karma. 



Sabemos que para cada carta Ativa tem que haver uma Passiva. As Neutras são as equilibradas, mas como há sete, sempre existe karma, a não ser que todas forem Neutras. Mas se não há karma, o consulente não volta a nascer.
  • O Mago, a Sacerdotisa, a Imperatriz = 3 Cartas Ativas
  • O Diabo, a Lua, o Louco, o Mundo = 4 Cartas Neutras
Como pode ver o leitor, não há Cartas Passivas, e isso indica que o consulente foi uma pessoa que sempre tomou a iniciativa, independentemente do que os outros pensavam. 

Portanto, na próxima vida, ou seja, nesta vida atual, a reflexão o acompanhará em todas as suas ações e será vítima dos demais.

O Karma é o contrário do resultado
 porque rege a lei da compensação.

Neste caso o consulente deverá refletir mais do que o necessário para compensar a carência na vida passada, e este final favorecerá a pessoas pouco evoluídas que fiquem na frente do consulente e o prejudiquem, ficando ele como vítima das circunstâncias.



Fim
 :)


Complemento deste método:
Método: Vidas Passadas - Cálculo dos Anos - Parte 1
Método: Vidas Passadas - Naipes que indicam Continentes e Países - Parte 2
Método: Vidas Passadas - Os Arcanos Maiores e o Karma - Parte 3


Lucia

Imagem ilustrativa



Descubre el Tarot via Scribd
Tarô Gótico







quinta-feira, 29 de maio de 2014

segunda-feira, 26 de maio de 2014

terça-feira, 20 de maio de 2014

Método: Vidas Passadas - Os Arcanos Maiores e o Karma - Parte 3

 Leitura da Reencarnação.
Um estudo completo deste método, dividido em 4 partes.
É possível averiguar o país, os anos, as experiências vividas e o Karma.


Os Arcanos Maiores refletem o nível espiritual dos seres humanos e seu nível de evolução; por esta razão, tudo o que se refere ao Karma é encontrado em seus significados.


As cartas são agrupadas de sete em sete, totalizando 21, e sobra uma carta, O Louco (0), considerada a carta que indica maior grau de evolução, se 
acompanhada de cartas ativas .

Não refletem nenhum valor se estiverem acompanhadas de cartas passivas. Não é à toa que o número zero é o princípio e o fim de todas as coisas. 



A seguir, as cartas ativas, passivas e neutras, e seus significados.

Do 1 ao 7
São as cartas ativas. 
Indicam que o consulente age livremente, sem influência de ninguém.
Significa capacidade para planejar e calcular.
Todas essas qualidades em seu aspecto positivo devem vir acompanhadas com cartas passivas. Do contrário refletem karma em outra vida.

Do 8 ao 14
São cartas passivas
Indicam que o consulente está marcado pelas circunstâncias, é influenciável. 
Não tem capacidade para decidir porque tem medo.
É prudente e de ânimo pacífico. Para que estas qualidades possam levar a um aspecto positivo, devem vir acompanhadas de cartas ativas. Do contrário refletem karma em outra vida.

Do 15 ao 21 
São cartas neutras. 
Indicam que o consulente atua de  forma justa e equilibrada.
É mental e emocionalmente equilibrado. 
Estas qualidades por si mesmas refletem ausência de karma em outra vida.

Deve-se ter em conta que as sete cartas resultantes da leitura tem como significado o karma que se há de superar na próxima vida. 

Como falamos de reencarnação passada, em realidade estamos frente ao obstáculo da vida atual. 

Primeiro se separa as cartas ativas, passivas e neutras. Para cada carta ativa tem que haver uma passiva. As neutras indicam um bom cumprimento, são as equilibradas.
Se a maioria são cartas ativas, indicam que na vida atual não se pode tomar decisões importantes por iniciativa própria, porque se agiu de maneira fria e calculista; portanto, o karma será depender dos demais.
Se a maioria são cartas passivas, indicam que uma emotividade excessiva impedi-o de tomar decisões acertadas, e o karma implicará que tudo depende da vontade de si mesmo e
o consulente será responsável por suas iniciativas.
É impossível que todas as cartas sejam neutras, porque então não há karma isso indica que não há de voltar a nascer.

A combinação de três Arcanos Maiores seguidos significa o final da existência. Quando isto se encontra na leitura, indica a morte naquele momento da vida. Já não há necessidade de seguir com a interpretação das cartas restantes.
COMBINAÇÕES

Arcanos Maiores
  • 1, 2 e 3
  • 4, 5 e 6
  • 8, 9 e 10
  • 11, 12 e 13
  • 15, 16 e 17
  • 18, 19 e 20
  • 7, 14 e 21
  • 7, 14 e 0
Estas combinações numéricas indicam o final da existência.
A ordem dos fatores não altera o significado.
  • Se a ordem não coincide com alguma combinação, por exemplo: os números 1,2 e 8, se interpreta como morte por doença.
  • Se a seqüência de números é distorcida, por exemplo: números 1,16 e 18, se interpreta como morte por acidente.
  • Se a seqüência de números é: 7,14 e 21, ou 7,14 e 0, se interpreta como morte 'doce'.



Complemento deste método:




Lucia

Imagem ilustrativa


Descubre el Tarot via Scribd











segunda-feira, 19 de maio de 2014

domingo, 11 de maio de 2014

Método: Vidas Passadas - Naipes que indicam Continentes e Países - Parte 2

 Leitura da Reencarnação.
Um estudo completo deste método, dividido em 4 partes.
É possível averiguar o país, os anos, as experiências vividas e o Karma.


Cada um dos quatro Naipes dos Arcanos Menores tem correspondência com diferentes continentes e países.

É necessário consultar estas equivalências para saber em que continente e país se nasceu na última encarnação. Nem sempre se pode conhecer o país com exatidão, em alguns casos o nascimento situa-se entre um ou dois países.

Os Naipes e as Figuras representam os continentes e os Arcanos Menores Numerados de 1 (Ás) ao 10 representam os países. No caso de não aparecerem as Figuras dentre as primeiras quatro cartas, mas apenas um Arcano Menor Numerado, se valoriza o Naipe e o Número dessa carta.

Supomos que a primeira carta seja uma Figura e a segunda o Dois de Copas, se valoriza o Naipe da Figura para encontrar o continente e o Dois da segunda carta seria, dentro do Naipe da Figura, o país em que nasceu.

Exemplo:

Rei de Ouros = América
Dois de Copas = Venezuela

No caso de não aparecerem Figuras, mas apenas Arcanos Menores Numerados, valoriza-se o Naipe e o número da carta. Se aparecem quatro Arcanos Maiores significa morte ao nascer e não se calcula.

Se houver Arcanos Maiores com Arcanos Menores entre algumas das quatro primeiras cartas, então se considera:
  • Arcano Maior Ativo: Norte do país que indique a carta que acompanha.
  • Arcano Maior Passivo: Sul do país.
  • Arcano Maior Neutro: Centro do país.
Com a relação de diferentes países expostos em seguida, apenas pretende indicar aproximadamente onde se nasceu naquela reencarnação. 

Deve-se considerar mudanças geográficas e políticas ocorridas ao longo dos anos, possivelmente o nome do país citado nesta lista não corresponde ao atual, mas darão uma ideia da região de origem. 

Além disso, alguns países de pequeno porte não estão incluídos, mas sua proximidade com outras nações na lista, é possível ter uma ideia aproximada do lugar onde se viveu naquela encarnação.

NAIPES QUE INDICAM CONTINENTES
  • Naipe de Paus: África
  • Naipe de Copas: Asia e Oceania
  • Naipe de Espadas: Europa
  • Naipe de Ouros: América
PAUS
ÁFRICA
Ás
Egito
2
Líbia, Etiópia
3
Argélia, Quênia 
4
Marrocos, Tanzânia 
5
Mauritânia, Mali
6
Costa do Marfim 
7
Níger, Chade
8
Sudão e Nigéria 
9
Zaire, Zâmbia 
10
África do Sul

COPASÁSIA E OCEANIA
ÁsRússia Oriental 
2Síria, Iraque
3Irã
4Líbano, Israel  
5Jordânia 
6Arábia 
7Afeganistão
8Paquistão
9Índia, China, Mongólia, Austrália
10Birmânia, Japão, Indonésia, Nova Zelândia

ESPADASEUROPA
ÁsEspanha, Portugal, Islândia 
2França, Bélgica, Holanda
3Grã-Bretanha, Irlanda
4Alemanha
5Iugoslávia, Romênia, Albânia
6Suíça, Itália, Áustria
7Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia
8Hungria, Bulgária, Grécia
9Polônia, Tchecoslováquia
10Turquia, Rússia Ocidental

OUROSAMÉRICA
ÁsGroenlândia, Alaska, Colômbia, Peru 
2Canadá, Venezuela 
3Nordeste dos Estados Unidos, Equador 
4Sudeste dos Estados Unidos, Guiana 
5Noroeste dos Estados Unidos, Chile 
6Sudoeste dos Estados Unidos, Brasil 
7México, Bolívia 
8América Central, Paraguai 
9Países Baixos/Antilhas, Uruguai
10Antilhas, Argentina







Lucia

Imagem meramente ilustrativa 


Descubre el Tarot via Scribd
Ansata Tarot

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Método: Vidas Passadas - Cálculo dos Anos - Parte 1

 Leitura da Reencarnação.
Um estudo completo deste método, dividido em 4 partes.
É possível averiguar o país, os anos, as experiências vividas e o Karma.


Utiliza-se a leitura da reencarnação para averiguar a existência anterior inclusive se pode obter até três reencarnações passadas.

A fórmula para comprovar se trata de uma, duas ou três vidas é simples, apenas tem que ter em conta que há uma diferença de cem anos aproximadamente entre uma existência e outra.

Algumas pessoas viajam ao lugar onde as cartas indicam que viveram durante a reencarnação passada, esperando recordar de uma prova da 'suposta vida' ; as vezes se obtêm experiências interessantes que convidam a questionar a possibilidade de que isto tenha ocorrido.



Há momentos em que o consulente tem alguma 'fobia' incompreensível em sua vida presente, por exemplo, o medo de galinhas; às vezes, a resposta está em uma vida passada, onde o subconsciente não apagou a informação que aparece no consciente de forma incontrolada, devido a que - pela ausência de dados - não se pode raciocinar.

Ao descobrir a origem quase sempre desaparece a fobia. Naturalmente, nem sempre a causa esta na reencarnação anterior, mas em alguns casos este é o motivo.



CÁLCULOS DOS ANOS

Uma vez dispostas as cartas, nos fixaremos nas quatro primeiras cartas para calcular quando foi nossa última reencarnação. No caso de haver algum Arcano Maior na primeira posição, contaremos a partir da próxima carta.

Cada naipe tem um valor numérico e as figuras, também, têm um outro valor que é adicionado ao seu Naipe.

Ao mesmo tempo, Paus e Espadas (que denominaremos de A) se somam, e Copas e Ouros (que denominaremos de B) também se somam, mas os Naipes do grupo A e os do grupo B se subtraem.

Grupo A - Paus e Espadas Entre eles se somam
Grupo B - Copas e Ouros Entre eles se somam
Grupos A e B Entre eles se subtraem
  • Grupo A - Paus = 70 anos
  • Grupo A - Espadas = 90 anos

  • Grupo B = Copas = 25 anos
  • Grupo B = Ouros = 35 anos
Pajens Anos do Naipe + 5 anos
Cavaleiros Anos do Naipe + 5 anos
Rainhas Anos do Naipe + 10 anos
Reis Anos do Naipe + 15 anos


Exemplo:
  • Cinco de Espadas = 90 anos
  • Dez de Copas = 25 anos
  • Rei de Paus = 85 anos (que é a soma do Naipe de Paus =70 anos + 15 anos do Rei)
  • Sete de Ouros = 35 anos
GRUPO A GRUPO B
Espadas =         90 anos Copas =          25 anos
Paus =              85 anos Ouros =          35 anos
SOMA  -           175 anos SOMA -             60 anos

*Grupo A e B se subtraem.

Resultado - 175 anos menos 60 anos = 115 anos atrás

Se a diferença da subtração é inferior a cem anos, em vez de subtrair, somam-se os anos, uma vez que devemos calcular que entre cada reencarnação há aproximadamente um período de 100 a 125 anos na maioria dos casos. Com este método, se pode chegar até a terceira reencarnação anterior.






Lucia

Imagem ilustrativa




Descubre el Tarot via Scribd











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos